sábado, 22 de fevereiro de 2020

MPB: CLAUDIA TELLES MORRE AOS 62 ANOS


A cantora Claudia Telles, de 62 anos, morreu na manhã deste sábado (22). A informação foi confirmada pelo filho da artista, que publicou um comunicado nas redes sociais.

Claudia Telles ficou famosa como intérprete de canções românticas, Fim de Tarde e Eu Preciso Te Esquecer. No início da carreira, ela foi backing vocal de Roberto Carlos, José Augusto, Gilberto Gil, Jorge Ben, Belchior, Rita Lee e Fafá de Belém, entre outros.
Claudia era filha do compositor Candinho e da cantora Sylvia Telles, uma das maiores intérpretes da bossa nova. Sylvia morreu tragicamente em um acidente de carro em Maricá, aos 32 anos, em 1966.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

2020: PROGRAMAÇÃO DO CARNAVAL DE RUA DE LONDRINA


No sábado, 22 de fevereiro, o "Bloquinho do CLAC” faz um carnaval para crianças de todas as idades no Zerão (próximo à Av. Aminthas de Barros e ao Sabor&Ar), com atrações das 15 horas às 18h30. No domingo, 23 de fevereiro, o "Trio Elétrico do Bloco Bafo Quente” atravessa Londrina com um cortejo que segue até o Aterro do Lago Igapó; a concentração está marcada pontualmente para as 15 horas no Zerão (na altura do cruzamento das ruas Gomes Carneiro com Sena Martins, em frente à porta traseira do Moringão).

A programação termina na terça-feira de carnaval, 25 de fevereiro, com a "Paradinha do Trio”, marcada para as 17 horas na Praça Nishinomiya (do Aeroporto), com show do CLAC e do BBQ. O projeto é uma realização da APD – Associação dos Profissionais de Dança de Londrina e Região Norte do Paraná e conta com o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROMIC).

Este ano, a festa tem um tema especial: "Por trás da fantasia, todo mundo é igual”, inspirado na frase de Marcelo Quintanilha eternizada na voz de Daniela Mercury.

A banda de palhaços do CLAC, chamada Sol Fa Mi Rir, realiza um show com cantigas de roda, cirandas e marchinhas de várias épocas tanto no sábado (22) quanto antes da apresentação do BBQ na terça-feira (25), na Praça Nishinomiya, a partir das 17 horas. A programação conta ainda com a participação especial do Plantão Sorriso, que faz o show cênico-musical "Bailinho do Plantão” em outro palco na mesma Praça, e com a banda londrinense "Os Beto”, que mostra para o público a marchinha de carnaval inédita "Marcha das Fake News”, composta por Marco Freire Gomes.

Tradicionalmente, o Bloco encerra a programação de rua na Praça do Aeroporto (região leste), com grande quantidade de espectadores vindos de vários bairros. O show este ano, entretanto, não será em palco convencional, mas no próprio trio elétrico, que fará uma "Paradinha” na Praça. Neste encerramento, não haverá cortejo.

Serviço:

Carnaval de Rua de Londrina 2020 – Bloco Bafo Quente

*Toda a programação é gratuita

Bloquinho do CLAC

Data: 22/02 (sábado)

Horário: 15 horas

Local: Zerão (próximo à academia ao ar livre, Sabor&Ar e Av. Aminthas de Barros)

Trio Elétrico do Bloco Bafo Quente

Data: 23/02 (domingo)

Horário: 15 horas

Local: Trio itinerante no Circuito Zerão-Aterro

Concentração no Zerão (Cruzamento da Rua Gomes Carneiro com Sena Martins, em frente ao Moringão). Chegada bem no centro do Aterro do Lago Igapó

Paradinha do Trio com Bloco Bafo Quente e CLAC

Data: 25/02 (terça-feira)

Horário: 17 horas

Local: Praça Nishinomiya (Av. Santos Dumont, praça em frente ao Aeroporto, bairro Novo Aeroporto)

SELECIONADO PARA O ONLY SIX: BLOG ARTE BRASIL ENTREVISTA VALDIR RODRIGUES


O Blog Arte Brasil tem mais uma vez a satisfação de entrevistar o ator, poeta, dramaturgo e psicoterapeuta Valdir Rodrigues, agora como um dos vencedores regionais para apresentar repórter do reality show Only Six. O artista vai apresentar o reality Show no Castelo.  

Valdir, conte um pouco sobre suas primeiras descobertas na arte. 
Foi em uma visita aos estúdios do SBT em São Paulo quando tinha 08 anos, lá descobri que queria participar do mundo artístico. Fiquei encantado com toda a fantasia, toda produção que precisava ser feita para gravar um programa de televisão, na época fui através de uma excursão da minha escola participar de um programa do Silvio Santos, escola contra escola ou competição entre as escolas, não vou lembrar o nome. Fui também ao programa Dó Re Mi com a Simoni.  Outro programa que participei foi “Pintando o Sete” com Andrea Veiga e tive também a alegria de ir ao circo do Palhaço Bozo. Acredito que tudo isso me encantou e influenciou querer fazer parte o mundo artístico.    

Quais foram suas primeiras experiências teatrais e como foram? 
Foi na escola quando tinha uns 10 anos, que participei da minha primeira apresentação de teatro com a peça “A escolinha do professor Raimundo”, foi feito uma adaptação baseada no programa da Globo da “Escolinha do professor Raimundo”. Comecei interpretando o papel do “Seu” Boneco, depois, me pediram para interpretar o Rolando Lero, faltava um personagem, estavam com dificuldades para encontrar alguém para interpretar o Professor Raimundo, aceitei o desafio e consegui, quando percebi estava interpretando o professor Raimundo! Fui maravilhosa a apresentação, ali naquele momento senti que era realmente o que eu queria fazer. Profissionalmente tive a minha oportunidade no projeto batuque na caixa, da cidade de Londrina.  

O que a arte te proporcionou em termos de conhecimento, lugares e pessoas que você conheceu? 
A arte me proporcionou ser hoje quem eu sou uma pessoa tranquila, calma, feliz e realizada. Agradeço a Deus por ter acredito em mim e não ter desistido como muitos amigos que foram ficando pelo caminho, não é nada fácil, porque existem poucos incentivos, e temos contas para pagar e queremos algo certo e fixo, muitas vezes com a arte isso não é possível, mas insisti, quebrei barreiras, enfrentei dificuldades, preconceitos, porque muitos diziam que “isso” era coisa de vagabundos, mas hoje estou aqui para provar que eles estavam errados. Conheci muitos lugares pelo Brasil e outros países por causa do meu trabalho como ator, conheci Paris, Portugal, tive trabalhos divulgados por toda a Europa, onde pude fazer especializações na área teatral intercâmbios. E assim, conhecer pessoas maravilhosas, que sonham, buscam pessoas com sensibilidade e uma visão poética do mundo.  

Como é a experiência de arte educação e psicoterapia? 
Não tem preço, nada consegue substituir a alegria em ver um sorriso de uma criança ou adolescente, quando ele percebe que tem valor, que é capaz, que pode fazer algo, e ainda com pessoas assistindo sua apresentação teatral e recebendo aplausos! Muitas crianças e adolescentes não tem estrutura família, se sentem sozinhos, inseguros e com um vazio crescendo em seu interior a cada dia, sentem-se angustiados e tristes, muitas vezes culpados pela situação, através da arte, do psicodrama, podemos resgatar a confiança, autoestima, o valor, e mostrar que podem se expressar, que são livres para falar, se comunicar, desta forma acontece à catarse, depois, trabalho com a ressignificação, a criança ou o adolescente entendem que eles não estão sozinhos, que precisam ter um relacionamento consigo mesmo, e que independente de qualquer coisa, podem lutar, podem vencer, voltam a ter esperança, amor próprio, respeito a si mesmo e ao próximo, acabando muitas vezes ajudando em casa na restauração família, através do respeito aos pais, convivência, ajuda, melhorando o comportamento na escola e livres para serem felizes!        


Parabéns por sua vitoriosa campanha para chegar ao Only Six. Conte-nos um pouco sobre o programa e sua emoção de ser selecionado: 

Eu agradeço a todos, pois, foi o esforço de todos com visualizações, curtidas, comentários e compartilhamento que me ajudaram ser escolhido repórter apresentador da nossa região do Reality Show Only SixRealmente foi uma notícia fantástica saber que fui selecionado! Quero agradecer também por esta oportunidade de poder falar um pouco da minha história, e não posso deixar de agradecer ao grande produtor Marcelo Zenicola 



PROGRAMA NEM MAIS NEM MENOS DISCUTE QUESTÕES AMBIENTAIS


Domingo 23/02 ao vivo das 8h as 10h o programa Nem Mais Nem Menos da Rádio Brasil Sul com Sueli Galhardi terá como tema: “Tema: Gestão e tecnologias ambientais nas diversas áreas do conhecimento!”

 1) Irene Zapparoli Graduação em economia pela Universidade Estadual de Londrna -UEL (1981) Mestrado em Economia Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990) Estudos de doutorado no Institute of Educacion/London University (2001-2004) Doutorado em Educação: História, Política, Sociedade e Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica (2007) Atualmente Professor Associado do Departamento de Economia e do Programa de Mestrado em Economia Regional Tem experiência na área de Economia, com ênfase em estudos socioeconômicos e cultural, atuando nos seguintes temas: resíduos sólidos, eficiência energética, parcelamento de lotes urbanos, negociação e gestão de créditos de carbono e perícias ambientais.

 2) Ferdinando Zapparoli Graduação em Física pela Universidade Estadual de Londrina (1994) Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (2005) e Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (2017) Atualmente é professor de de ensino fundamental da Escola Maestral, Fisico da Universidade Estadual de Londrina e professor convidado da Universidade Estadual de Londrina Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Nao-Formal, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de ciências, museu de ciência e tecnologia, astronomia, formação de professores, ensino e aprendizagem, auditoria ambiental, elaboração de projetos elétricos e educação ambiental.

 3) Patricia Pompermayer Sesso Graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo (1997) Mestrado em Agronomia- Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade de São Paulo (2000) Doutorado em Agronomia - Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade de São Paulo (2004) Atualmente em estágio pós-doutoral em economia do meio ambiente na Universidade Estadual de Londrina Cursa MBA em Agronegócio Universidade de São Paulo e colabora em cursos de pós graduação e pesquisa no IAPAR Tem experiência na área de Biotecnologia atuando principalmente nos temas de agronegócio e meio ambiente

 4) José Giuliangeli de Castro( Zezinho ) Deficiente Visual Fisioterapeuta Servidor público municipal Especialista em Saúde Coletiva Especialista em Economia do Meio Ambiente: valoração, licenciamento, auditoria e educação ambiental 

Acesse: www.radiobrasilsul.com.br e assista ao vivo WhatsApp 99910-0510 ou ainda pelo telefone (43)3378-2100.

Acompanhe! Compartilhe! Participe!

INDIAROBA REALIZA II CIRCUITO CORRIDA DE BARCO A VELA