segunda-feira, 18 de junho de 2018

MORRE ATOR FÁBIO TOMASINI

Morreu aos 68 anos o ator e dublador Fábio Tomasini, conhecido por ter emprestado sua voz a Mestre Cristal em "Os Cavaleiros do Zodíaco". A notícia foi divulgada pela dubladora Kate Kelly, neta de Tomasini, nesta sexta-feira (15).

Fábio Tomasini, nome artístico de Paulo Fábio Roberto, nasceu a 25 de novembro de 1949. Formado em Propaganda e Marketing pela USP (Universidade de São Paulo), o ator trabalhou na televisão desde a década de 1960 e começou no "Teatro da Juventude".



Também participou do elenco da primeira versão de "Sítio do Picapau Amarelo" para a TV, ambos os programas da extinta Tupi.Na mesma emissora, atuou nas novelas "O Direito de Nascer" e "Somos Todos Irmãos" e nas séries "Mãe é Mãe" e "Todo Poderoso". Em 1980, com a falência da Tupi, ele migrou para a Band e participou da novela "Pé de Vento". Também trabalhou na Record ("Humor Orquestra Show"), na Cultura ("Nem Rebeldes, Nem Fiéis") e no SBT ("A Forma do Amor", "A Leoa" e "Seus Olhos").


Na Globo, Tomasini atuou nas séries "Malu Mulher" e "Amazônia", no programa "Linha Direta" e nas novelas "Da Cor do Pecado", "Pé na Jaca", "Viver a Vida" e "Belíssima, atualmente sendo reprisada em "Vale a Pena Ver de Novo". Ele apareceu no capítulo exibido na última quarta-feira (13), interpretando o advogado de Bia Falcão (Fernanda Montenegro).

Publicidade
No teatro, começou em 1967 no espetáculo "Ontem e Hoje, Pelo Amanhã" e também trabalhou em "A Ratoeira", "A Canção Dentro do Pão", "A Farsa da Esposa Perfeita", "Macbeth", "Trilogia de Alice", "Teatro Através dos Tempos" e "As Aventuras do Marinheiro Simbad".Fábio Tomasini também atuou nos filmes "Vozes do Medo", "Gaijin", "Pixote: A Lei do Mais Forte", "Olhos de Vampa", "São Paulo Cidade Aberta" e "As Doze Estrelas".

FILME CLÉO ABRE VAGAS PARA FIGURANTES EM LONDRINA

O filme "Cleo: A Rainha Negra das Passarelas", inspirado na história real de Edimara Alves, a primeira modelo negra da cidade de Londrina, procura por pessoas de ambos os sexos e de todas as idades (em especial negros e afrodescendentes) para figuração. 



A filmagem ocorre entre os dias 3 e 10 de julho. Os interessados devem enviar foto, nome, idade e contato (telefone ou e-mail) para o e-mail filmecleo@gmail.com

OSUEL TRAZ CONCERTO COM JANÁCEK; DE FALLA E CAMARGO GUARNIERI

É COPA DO MUNDO! COMPOSITORES NACIONALISTAS

O clima de Copa do Mundo está no ar e nossas atenções se voltam para as mais diversas nações e suas culturas. No concerto da Temporada Ouro Verde desta quinta-feira, dia 21, a Orquestra Sinfônica da UEL traz em seu programa o tema “Compositores Nacionalistas”. Até o século XVIII, no Barroco e parte do Classicismo, os estilos musicais não podiam ser facilmente classificados como de um único país: os estilos e formas eram disseminados internacionalmente. No século XIX, porém, a política europeia foi marcada por intensos movimentos nacionalistas com objetivo de ou fortalecer nações autônomas ou de promover a independência (no caso de povos dominados por estrangeiros). Neste sentido, a música tornou-se um forte veículo para suas aspirações: autoafirmação, independência, identificação como nação e valorização da própria língua e da própria terra.


Sob a regência do Maestro Alessandro Sangiorgi, a OSUEL trará uma mostra de alguns compositores nacionalistas com as obras: “Suíte para Cordas” do tcheco Leos Janácek, "Pantomima'" e "Dança Ritual do Fogo" (de “El Amor Brujo”) do espanhol Manuel de Falla, e a “Suíte Vila Rica” do brasileiro Camargo Guarnieri.

Os ingressos estarão à venda no Teatro Ouro Verde na quarta e quinta-feira, das 13h às 19h. Na quinta-feira, dia do concerto, a venda de ingressos se estende até o início do espetáculo.

Serviço
Concerto da Orquestra Sinfônica da UEL - Compositores Nacionalistas
Data: 21/06, quinta-feira
Horário: 20h30min
Local: Teatro Universitário Ouro Verde
Ingressos: R$ 20 (entrada inteira) e R$ 10 (meia-entrada) à venda no Teatro Ouro Verde dias 20 e 21/06 das 13h às 19h

domingo, 17 de junho de 2018

PAÍS DA COPA: MÚSICA POPULAR RUSSA

Música soviética

A Revolução Bolchevique de 1917 instaurou a União Soviética, transformando o Império Russo numa confederação de repúblicas socialistas. A adoção do realismo socialista como estética oficial influenciou todas as gerações de músicos do século XX. Compositores como Serguei Serguêievitch Prokofiev, Dmítri Shostakovitch e Ígor Stravinski foram forçados a se adequar ao novo estilo.

O Hino Nacional da União Soviética, composto em 1944 por Aleksandr Aleksandrov, marcou fortemente um estilo grandioso e emocional na música, que influenciou as demais repúblicas socialistas da esfera de influência soviética, e até a China e a Coreia do Norte. As interpretações do Coral do Exército Vermelho são provavelmente as mais representativas dessa estética.

A sigla VIA designava "conjuntos instrumentais e vocais" e era o prefixo comum na designação oficial dos vários grupos musicais socialistas, muitos dos quais faziam canções patrióticas ou de propaganda. O conjunto Samotsvety foi um dos mais populares nos anos 1970 e 1980 na URSS, principalmente com a canção Moi Adres Soviétski Soiuz ("Meu endereço é a União Soviética"). O cantor folclórico Vladímir Vissótski também, além de Leonid Utiossov, Alla Pugacheva e Piotr Leschenko/Lisounenko.

A Perestroika, instaurada a partir de 1985, ajudou a impulsionar ritmos mais semelhantes aos estilos ocidentais, como o rock e o rap com bandas e artistas como DDT, Alisa, Nautilus Pompilius e Kino.

Pop russo

t.A.T.u.
 
Atualmente, a música pop russa continua produzindo artistas de destaque, tanto "para exportação" quanto para consumo interno. Os estilos que predominam no início do século XXI são uma forte influência de batidas electrónicas com referências tradicionais. Entre grupos e artistas das novas gerações pós-soviéticas estão Alsu, Zemfira, Zveri, Plazma, Dima Bilan, Linda, Camille & The Band e Akvarium.

A dupla de adolescentes t.A.T.u. fez sucesso internacional entre 2000 e 2003 ao simularem uma relação lésbica assumida, depois revelada apenas como jogada de marketing.

Rock

Os meados dos anos 1990 levaram a uma decadência do rock russo, por causa de problemas econômicos, mudanças na mentalidade da sociedade e reorientação da mídia. Ainda assim, sobrevivem várias bandas de rock populares, como sexo , Splean e diversas que começaram ainda nos anos 80, como DDT, Aria, Picnick e Banana Islands.

PAÍS DA COPA: OS COMPOSITORES RUSSOS

A música da Rússia é uma das mais importantes do mundo e mais antiga, tendo produzido obras e nomes entre os mais importantes da cultura universal há pelo menos 200 anos. Destacam-se principalmente as composições eruditas e peças para balé de Tchaikovsky e do Grupo dos Cinco (Mussorgsky, César Cui, Rimsky-Korsakov, Balakirev e Borodin), pioneiros da música contemporânea como Stravinski, Prokofiev, Rakhmaninov e Shostakovitch.

Música folclórica

Um som muito distinto da música folclórica rússa é a balalaica, instrumento de cordas com sonoridade característica. As canções Kalinka, Katiusha, Poliushka Poliê e Suliko são algumas das que compõem o repertório tradicional deste gênero.

Música erudita

A Rússia deu ao mundo diversos dos maiores compositores de música erudita da História. Entre eles, destacam-se Sergei Rachmaninoff, Mikhail Glinka, Aleksandr Scriabin, Dmitriy Borisovich Kabalevskiy, Ivan Vishnogradsky e Aram Khachaturian (embora de origem armênia), todos com obras extremamente divulgadas e até hoje eternizadas em filmes e na cultura de massa, além de regularmente incluídas em programas de orquestras e teatros do mundo todo.

Alguns dos balés e peças isoladas mais importantes são Zolushka ou Cinderela (1893), Petrushka, A Sagração da Primavera, e O Pássaro de Fogo (1910), de Stravinsky além dos de Tchaikóvski.

O coreógrafo Serguei Diaghilev e a companhia Ballets Russes tiveram grande importância na difusão da música erudita russa.

Além dos compositores, a Rússia manteve uma fortíssima tradição sinfônica na interpretação, tendo orquestras e regentes de primeiro nível na música mundial. Os maestros Evgeny Mravinsky, Vladimir Ashkenazy, Yuri Simonov e Vladimir Ziva são alguns dos mais renomados em suas categorias. Eles lideraram orquestras como a Orquestra Sinfônica de Moscou.

Tchaikóvski

Piotr Ílhitch Tchaikóvski é provavelmente o maior compositor da história da música russa e um dos maiores do mundo. Compositor de obras universalmente conhecidas como os balés O Quebra-Nozes, O Lago dos Cisnes e A Bela Adormecida, a Abertura 1812 e o Concerto para piano e orquestra Nº 1, revolucionou a música pós-romântica na Europa e deixou marcada a tradição musical ocidental.

Grupo dos Cinco

O Grupo dos Cinco, como ficou conhecido um conjunto de compositores da virada do século XIX para o XX na Rússia, tentou restaurar a cultura tradicional das raízes da música russa e divulgá-la etm formas modernas. Modest Mussórgski, César Cui, Nikolai Rímski-Korsakov, Mily Balakirev e Aleksandr Borodin foram os seus integrantes.

COPA DA RÚSSIA: BRASIL E SUIÇA EMPATAM

Logo aos 3 minutos, a Suíça chegou com perigo ao gol brasileiro. Dzemaili entrou no meio da zaga e finalizou perto do gol de Alisson.



A partir daí o Brasil começou a impor seu ritmo.

O primeiro bom lance de ataque do Brasil foi aos 5 minutos em jogada individual de Willian que bateu cruzado, mas sem oferecer perigo ao gol suíço.

Aos 11, foi a vez de Paulinho quase abrir o placar após uma finalização na pequena área que obrigou o goleiro adversário a tocar com a ponta dos dedos e fazer grande defesa.

Depois de tanto insistir o gol enfim saiu. Aos 19 minutos, Philippe Coutinho acertou um lindo chuto de fora da área no ângulo e colocou o Brasil em vantagem.

No retorno para o segundo tempo a Suíça voltou melhor que o Brasil. Prova disso é que logo aos 4 minutos, Zuber subiu sozinho e empatou o jogo.


SÉRGIO SÁ LEITÃO: MINISTRO DA CULTURA É HOMENAGEADO NO RIO

A ampla contribuição dada à cultura do Rio de Janeiro e do Brasil e o vasto conhecimento na área de gestão cultural do jornalista e atual ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, serão reconhecidos na próxima segunda-feira (18), quando ele recebe a medalha Tiradentes, da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), e o título de Doutor Honoris Causa, pelo Centro Universitário Fluminense (UNIFLU). A cerimônia será às 10h, no plenário do Palácio Tiradentes (sede da Alerj). 
 
A medalha Tiradentes é a maior honraria do parlamento estadual do Rio. A proposta para a concessão da medalha a Sá Leitão foi feita pelo deputado Marcos Abrahão (Avante). Para o autor da proposta, o ministro tem uma extensa folha de serviços prestados à cultura brasileira e tem feito uma gestão altamente competente, de grande relevância nacional. "Sentimo-nos honrados em agraciá-lo com a maior honraria do estado, a Medalha Tiradentes", diz. 
 
Doutor Honoris Causa
 
A mais alta honraria do Centro Universitário Fluminense é destinada a reconhecidos expoentes do conhecimento acadêmico, nacionais ou estrangeiros. A indicação de Sá Leitão ao título foi feita pela coordenadora do curso de Jornalismo da UNIFLU, Jacqueline Deolindo, acolhida pela reitora Inês Ururahy e aprovada na reunião dos Conselhos Universitário e de Ensino Pesquisa e Extensão, no último dia 19 de março.
 
Experiência 
 
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com pós-graduação em E-business pelo IBMEC (atual Insper) e em Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo (USP). 
 
Foi secretário municipal de Cultura do Rio de Janeiro entre 2012 e 2015 e diretor-presidente da RioFilme de 2009 a 2015. Também já assessorou a Presidência do BNDES, onde coordenou a criação do Departamento de Cultura. Foi membro do Conselho Petrobras Cultural, vice-presidente da Comissão Interamericana de Cultura (OEA) e vice-presidente da Associação das Distribuidoras Brasileiras (Adibra). Participou da criação do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e da elaboração da Lei 12.485, que regulamenta a TV paga no Brasil.
 
É professor do Curso de Direito do Entretenimento da UERJ e deu aula na UFRJ, na UniverCidade e na Universidade Veiga de Almeida. Participa habitualmente como conferencista em diversos eventos no Brasil e no exterior, abordando temas como economia criativa, indústria do entretenimento e indústria do audiovisual. Também integrou o Conselho da Fundação OndAzul, ONG ambientalista criada por Gilberto Gil. Foi o responsável pela criação do CineCarioca Nova Brasília, o primeiro cinema 3D em uma favela brasileira (e também a sala com a maior taxa de ocupação no país), entre outros projetos.
 
Na iniciativa privada, foi consultor de várias empresas e trabalhou na Clear Channel Entertainment (hoje Live Nation), na Rio Bravo Investimentos, na Folha de S.Paulo, no Jornal do Brasil e no Jornal dos Sports. Foi sócio da produtora Solar Filmes, da editora AgitProp e da agência de design 20/01. Realizou diversos curtas, DOCs, clipes, comerciais, institucionais e exposições de fotografia. 
 
Em sua primeira passagem pelo MinC, de 2004 a 2006, Sá Leitão foi chefe de gabinete do ministro durante a gestão de Gilberto Gil e secretário de Políticas Culturais. Tomou medidas importantes, como a criação do Programa de Economia da Cultura e o desenvolvimento de um mapeamento da economia da cultura. Coordenou ainda o Programa de Apoio à Exportação de Música (Pró-Música), lançado para estimular a difusão da música brasileira no exterior, por meio de divulgação, geração de negócios e estímulo à demanda. Todas as ações foram identificadas pela marca 'Música do Brasil'. Também foi o responsável pelo programa CulturaPrev, um Fundo de Pensão para os Trabalhadores da Cultura, que busca atender as necessidades específicas dos trabalhadores da cultura para garantir sua proteção social. 
 

PAÍS DA COPA: A LITERATURA RUSSA

As obras produzidas por escritores russos podem ser colocadas entre as mais influentes e importantes do mundo. Para estudar a literatura russa, autores e livros foram divididos em várias eras. Isso ocorreu devido à vasta produção de grandes mestres como Mikhail Lérmontov, Anton Tchekhov, Lev Tolstoi, Fiodor Dostoievski, Alexander Pushkin, entre outros. No país, foram produzidas obras como Ivan - o Imbecil, Crime e Castigo, Anna Karenina e Guerra e Paz.

Considera-se como fundador da literatura da Rússia o autor Alexander Pushkin. Porém, somente durante o século XIX é que os escritores russos conseguem alcançar posição de destaque em escala mundial, época dos grandes Leo Tolstoi e Dostoievski. Com a formação da União Soviética, as produções começam a passar por censura do poder comunista, sendo que muitos escritores acabaram sendo exilados ou forçados a trabalhar em Gulag, sistema soviético de trabalho forçado. As eras em que a literatura russa se divide são: Era Antiga, Era pré-Dourada, Era Dourada, Era da Prata, Era Soviética e Era Pós-Soviética.

Poucos autores são conhecidos da Era Antiga. Com escritores anônimos ou simplesmente desconhecidos, o que se vê nesse período de tempo são relatos sobre o cotidiano e livros de cunho religioso. Já a Era pré-Dourada apresenta a reformulação do alfabeto russo. A temática dos livros mostra-se mais avançada e os autores mais famosos são Mikhail Lomonosov, Antioch Kantemir e  Vasily Trediakovsky.

A Era Dourada representa a introdução do romantismo na literatura da Rússia. Ocorre uma ascensão de temas que vão do realismo ao fabuloso e ao drama. Os principais escritores desta época são Ivan Turgueniev, Fiodor Dostoievski, Leon Tolstoi e Nikolai Gogol. Após a Era Dourada encontra-se a Era de Prata. Neste período a forma de literatura mais marcante é a poesia, dominada por Anton Chekhov.


Com a formação da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) ocorre a chamada Era Soviética. Nesta época as obras tinha que ser filtradas para que não interferissem nos interesses do governo. Eram os próprios cidadãos que acusavam as obras impróprias para o governo. Isso causou o exílio de muitos autores e alguns foram mandados para trabalhos forçados em Gulag. Já na Era Pós-Soviética, mesmo com o fim da censura, a literatura da Rússia entrou em declínio. Destes anos, destacam-se apenas dois autores: Vladimi Sorokin e Victor Pelevin.

COPA DA RÚSSIA: MÉXICO VENCE A ALEMANHA NA ESTREIA



Lozano marcou o gol da primeira vitória da seleção mexicana em cima dos europeus em uma Copa do Mundo. Quem classificar deste grupo pode enfrentar o Brasil nas oitavas. 

Com o resultado, a Alemanha figura mais no grupo de campeões da Copa anterior que não venceram na estreia da competição seguinte, como o fez em 1978, quando empatou com a Polônia. Em 2014 a Espanha perdeu da Holanda, em 2010 a Itália empatou com o Paraguai e, em 2002, a França perdeu para o Senegal. 

quinta-feira, 14 de junho de 2018

CIDADES CRIATIVAS: Na Unesco, em Paris, ministro anuncia apoio técnico para cidades brasileiras ingressarem na Rede


Em visita à sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) nesta quarta-feira (13), em Paris, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, expressou interesse em ampliar a participação brasileira na Rede de Cidades Criativas da instituição. Sá Leitão se reuniu com a diretora-geral da Organização, Audrey Azoulay. Para o ministro, o investimento na cultura e na criatividade é fundamental para promover o desenvolvimento sustentável.
 
Sá Leitão disse que pretende lançar, nas próximas semanas, em parceria com o escritório da Unesco em Brasília, um chamamento público para selecionar duas cidades brasileiras que receberão capacitação técnica para apresentar suas candidaturas para ingressar na Rede de Cidades Criativas. O ministro aproveitou a oportunidade para apoiar a candidatura de Santos (SP) como sede, em 2020, da reunião anual da Rede.
 
A Rede de Cidades Criativas foi criada em 2004, com o objetivo de estimular a inovação e a criatividade em sete áreas temáticas: artesanato e artes folclóricas, design, cinema, gastronomia, literatura, artes midiáticas e música. No ano passado, a Rede já contava com 180 cidades de 72 países, sendo oito do Brasil: Brasília (DF) e Curitiba (PR), na área de design; Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ), em gastronomia; João Pessoa (PB), em artesanato e artes folclóricas; Salvador (BA), em música; e Santos (SP), em cinema.
 
Sá Leitão convidou Azoulay para vir ao Brasil, em novembro, na primeira edição do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil (MicBR) – megaevento que reunirá produtores culturais, empresários e artistas da América do Sul e de outros continentes na cidade de São Paulo (SP).

DICA DO BLOG: PEELING QUÍMICO



O peeling químico é uma técnica muito eficaz para tratar várias condições da pele e é considerado um procedimento médico se for médio ou profundo.

É um tipo de tratamento estético à base de ácidos, aplicados sobre a pele, que vai descamá-la na região aplicada para promover regeneração. Além da “troca” de pele, dependendo do nível, o peeling pode estimular a derme para a produção de um novo colágeno. Geralmente, o peeling é feito na pele do rosto, mãos e pescoço, com a finalidade de remover manchas, marcas de acne, amenizar flacidez e cicatrizes, tratar o envelhecimento da pele ou o dano causado pelo sol.


AGENDE JÁ A SUA! (Ligação/ WhatsApp)📲
(44) 99992-2463 / (44) 998159225

Av Tamandaré 63, Bazar Shopping - sala 12
 
Maringá   PR

NA ABERTURA DA COPA, RÚSSIA GOLEIA ÁRABIA SAUDITA

A anfitriã Rússia estreou na Copa do Mundo com vitória de 5 a 0 sobre a Arábia Saudita, no estádio Lujniki, em Moscou. Gazinskii, Cheryshev, duas vezes, Dzyuba e Golovin marcaram os gols da partida.

Essa foi a primeira vitória da equipe europeia neste ano. A última foi em 7 de outubro do ano passado, em confronto com a Coreia do Sul, que terminou com placar de 4 a 2. O jogo também ficou marcado pela lesão do melhor jogador russo, Dzagoev, que foi substituído por Cheryshev, autor do segundo e quarto gols da partida.

TEATRO MUNICIPAL DE GUARAPUAVA É INAUGURADO

Guarapuava agora tem um espaço que promove ainda mais o acesso à cultura: o Teatro Municipal. Um sonho da população concretizado na última sexta-feira e sábado (8 e 9).


Dois dias memoráveis para ficar na história da cidade, com apresentações da Orquestra Sinfônica do Paraná e o Balé Teatro Guaíra.

Na solenidade de estreia, o prefeito Cesar Silvestri Filho destacou que o Teatro Municipal de Guarapuava é um dos mais modernos do Paraná e que o Estado ganha mais um palco adequado para receber grandes espetáculos. “É um espaço que vai promover e estimular a produção da cultura local. Nossos artistas terão condições adequadas para se apresentar e formar público, além disso tem a vocação de ser um teatro-escola para a formação de artistas”.

 O projeto, que promove a acessibilidade, se destaca por unir história e modernidade, com o que há de mais avançado em cenografia, técnica, iluminação e acústica.

A estreia foi marcada pela  apresentação da Orquestra Sinfônica do Paraná, regida pelo Maestro Ricardo Castro.  Foram duas apresentações, umas delas à tarde. No repertório, os músicos apresentaram Villa-Lobos, Beethoven e Mozart.

A programação de sábado teve apresentação do Balé Teatro Guaíra no espetáculo Carmen, montagem de 2017 coreografada e dirigida por Luiz Fernando Bongiovanni. Carmen, uma das obras mais conhecidas em todo o mundo, conta a trágica história de uma cigana assassinada por seu amante.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

MARINA IRIS: LANÇAMENTO DE CD


MISS NIKKEY PARANÁ 2018 ABRE INSCRIÇÕES


RONEY MARCZAK: LANÇAMENTO DO CD INSPIRAÇÕES


ALB recebe evento em comemoração ao Dia de Portugal

https://academiadeletrasdabahia.wordpress.com/2018/06/03/alb-recebe-evento-em-comemoracao-ao-dia-de-portugal/

SECRETÁRIO DE INDIAROBA BUSCA PARCERIAS NO PARANÁ



Fundada em 1846, a cidade de Indiaroba, no Sergipe, tem cerca de 16 mil habitantes e recentemente se tornou cidade co-irmã de Londrina, que fica no Paraná.

Essa relação está se tornando mais estreita com as conversas entre o secretário de Desenvolvimento Sustentável e Turismo de Indiaroba, Edimilson Henriques e o maestro e escritor londrinense Aldo Moraes para projetos que podem fortalecer as festas populares e as tradições culturais da cidade sergipana.

Indiaroba possui uma filarmônica; um grupo de violões; o carnaval, as festas juninas e a Festa do Divino além de produtos típicos ligados à pesca e frutos.

Henriques esteve também reunido com o Prefeito de Ibiporã - João Coloniezi - e a Secretária do Trabalho – Maria e conversaram sobre uma possível visita a Indiaroba, sobre  Termo de Cooperação Técnica e um projeto com participação do Senai que vem dando um excelente resultado.

Em entrevista ao blog Arte Brasil, o secretário Edimilson conta que “tem uma equipe de trabalho muito comprometida, que tem evoluído muito na compreensão dos processos e postura proativa, servindo a população de uma forma admirável.”

Ele elogia o atual prefeito e diz que “o encontro com Adinaldo Nascimento – na Secretaria de Fazenda, em Aracaju, foi o início de tudo. Identifiquei-me com sua postura democrática e voltada aos menos favorecidos, o que confirmei posteriormente, quando convivemos mais de perto, assim, mergulhei para dentro da filosofia de trabalho, uma vez que havia uma sinergia muito grande entre o que eu pensava para a região e sua proposta de governo. “
O secretário acredita no potencial de Indiaroba com sua vocação para o turismo, os cuidados com o meio ambiente, o povo trabalhador e sua cultura típica.

terça-feira, 12 de junho de 2018

DONALD TRUMP E KIM JONG-UN TÊM ENCONTRO HISTORICO

Coreia do Norte e Estados Unidos decidiram deixar o passado para trás e "o mundo verá uma grande mudança", segundo o líder norte-coreano Kim Jong-un, que nesta terça-feira (12) assinou uma declaração ao lado do presidente dos EUA, Donald Trump

Em um dos quatro itens do documento, Kim se compromete a trabalhar pela desnuclearização completa da península coreana, reafirmando o que foi determinado pela Declaração de Panmunjon, assinada em 27 de abril de 2018 pelas duas Coreias. 

O conteúdo do documento foi considerado "bastante completo" por Trump, que diz ter estabelecido uma ligação especial após a assinatura. O presidente americano disse, inclusive, que irá "certamente" convidar Kim a visitar a Casa Branca. 

"Aprendi que ele é um homem muito talentoso que ama muito seu país. É um negociador de valor, que negocia em benefício de seu povo", elogiou. 

O documento assinado por Trump e Kim consiste em quatro pontos:
  • EUA e Coreia do Norte se comprometem a estabelecer relações de acordo com o desejo de seus povos pela paz e prosperidade;
  • Os dois países irão unir seus esforços para construir um regime de paz estável e duradouro na Península Coreana;
  • Reafirmando a Declaração de Panmunjon, de 27 de abril de 2018, a Coreia do Norte se compromete a trabalhar em direção à completa desnuclearização da Península Coreana
  • Os EUA e a Coreia do Norte se comprometem a recuperar os restos mortais de prisioneiros de guerra, incluindo a imediata repatriação daqueles já identificados. 
  •  

Encontro inédito

Pela primeira vez na história, líderes dos Estados Unidos e da Coreia do Norte se encontraram pessoalmente para tentar chegar a um consenso sobre o desmonte do programa nuclear e balístico da fechada ditadura comunista, em troca de alívio econômico para o país hoje afetado por duras sanções dos EUA e da ONU. 

O esperado e histórico encontro de Donald Trump e Kim Jong-un aconteceu na manhã de terça-feira (12, horário local), em Singapura


domingo, 10 de junho de 2018

VETTEL CONQUISTA GP DO CANADÁ E FICA NA LIDERANÇA

Confira o resultado do Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1:
1) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
2) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
3) Max Verstappen (HOL/Red Bull)
4) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
5) Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
6) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
7) Nico Hulkenberg (ALE/Renault)
8) Carlos Sainz (ESP/Renault)
9) Esteban Ocon (FRA/Force India)
10) Charles Leclerc (MON/Sauber)
11) Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso)
12) Romain Grosjean (FRA/Haas)
13) Sergio Perez (MEX/Force India)
14) Kevin Magnussen (DIN/Haas)
15) Marcus Ericsson (SUE/Sauber)
16) Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren)
17) Sergey Sirotkin (RUS/Williams)
OUT) Fernando Alonso (ESP/McLaren)
OUT) Lance Stroll (CAN/Williams)
OUT) Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso)




F1 – Campeonato

1) Sebastian Vettel, 121 pts
2) Lewis Hamilton, 120
3) Valtteri Bottas, 86
4) Daniel Ricciardo, 84
5) Kimi Räikkönen, 68
6) Max Verstappen, 50
7) Fernando Alonso, 32
8) Nico Hülkenberg, 32
9) Carlos Sainz, 24
10) Kevin Magnussen, 19

HÁ EXATOS 48 ANOS; CLODOALDO, JAIRZINHO E RIVELINO MARCAVAM CONTRA URUGUAI



No dia 17 de junho de 2018 quando o Brasil estrear na Copa da Rússia, contra a Suíça um marco completa 48 anos: o tri na Copa de 1970, no México!

No dia 17 de junho de 70, o Brasil ganhava do Uruguai por 3 a 1 nas semifinais e caminhava rumo ao título.

Gols de Clodoaldo, Jairzinho e Rivelino para o Brasil. E Luiz Cubiila anotou para o Uruguai.



RUMO À COPA DA RUSSIA, BRASIL GANHA AMISTOSO DA ÁUSTRIA

O Brasil jogou hoje no estádio Ernst Happel, em Viena, e venceu a Áustria por 3 a 0 em seu último jogo preparatório antes da Copa do Mundo na Rússia.

Gabriel Jesus abriu o placar na primeira etapa, enquanto Neymar e Philippe Coutinho marcaram os gols da seleção comandada por Tite depois que os anfitriões baixaram o ritmo no segundo tempo.

O atacante do PSG, Neymar, anotou mais um golaço - com direito ao zagueiro Dragovic de bumbum no chão - e chegou a 55 com a camisa verde-amarela, empatando com Romário na terceira colocação da artilharia histórica. À frente deles, somente Ronaldo com 62 e Pelé com 77.

O Brasil  estreia na Copa do Mundo no próximo domingo contra a Suíça, em Rostov, às 15h (de Brasilia).

sábado, 9 de junho de 2018

VETTEL É POLE NO CANADÁ


Sebastian Vettel vai largar na pole position no Grande Prêmio do Canadá deste domingo (10) no Circuito Gilles Villeneuve, em Montreal.

O piloto da Ferrari fez o novo recorde do circuito em sua última volta do Q3, 1:10.764 segundos, e garantiu a pole com 0,093s de vantagem para Valtteri Bottas.

Bottas garantiu a primeira fila para a Mercedes já que seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton, vai dividir a segunda fila com a RB14 de Max Verstappen, terceiro colocado.

Kimi Raikkonen (Ferrari) vinha em uma última volta rápida no Q3 mas acabou tocando a grama na saída da chicane entre as curvas 3 e 4, e vai largar na quinta posição à frente de Daniel Ricciardo (Red Bull) fechando o “pelotão de elite” do grid da F1.

Confira o grid de largada do GP do Canadá:
1) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1:10.776
2) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 1:10.857
3) Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer), 1:11.096
4) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1:11.227
5) Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari), 1:11.095
6) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer), 1:11.281
7) Nico Hülkenberg (ALE/Renault), 1:12.038
8) Esteban Ocon (FRA/Force India-Mercedes), 1:12.084
9) Carlos Sainz (ESP/Renault), 1:12.238
10) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes), 1:12.671
11) Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari), 1:12.606
12) Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso-Honda), 1:12.635
13) Charles Leclerc (MON/Sauber-Ferrari), 1:12.661
14) Fernando Alonso (ESP/McLaren-Renault), 1:12.856
15) Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren-Renault), 1:12.865
16) Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso-Honda), 1:13.047
17) Lance Stroll (CAN/Williams-Mercedes), 1:13.590
18) Sergey Sirotkin (RUS/Williams-Mercedes), 1:13.643
19) Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari), 1:14.593
20) Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari), s/tempo

sexta-feira, 8 de junho de 2018

LENDA DO ESPORTE, MARIA ESTHER BUENO MORRE AOS 78 ANOS

Estherzinha, como era chamada por amigos e familiares, 78 anos, faleceu nesta sexta-feira (08), no Hospital 9 de Julho, em São Paulo. Foi nas quadras que ela se eternizou como uma das maiores do esporte no Brasil, marcou seu nome nos livros de recordes e nas mentes de todos os fãs, principalmente, do tênis.

A maior tenista brasileira da história, a pioneira do esporte no país, um verdadeiro fenômeno. 

O tênis sempre foi seu sonho, embora o pai quisesse que ela seguisse a carreira no balé. Começou no esporte aos 6 anos, em São Paulo, no Clube de Regatas Tietê, do qual era vizinha. Disputou o primeiro campeonato aos 11, em uma época que mulher praticar esporte era algo não visto com bons olhos.

Deixou o Brasil aos 17 anos, sozinha, rumo à Inglaterra, para que pudesse competir em alto nível. A escolha foi correta. Mostrou, ao mundo, a força e a técnica brasileiras nunca antes imaginada.

Foram 35 finais de Grand Slam, sendo 12 em simples (7 títulos), 16 em duplas (11 taças) e 7 em duplas mistas (1 conquista). Venceu 19 Grand Slams na carreira. 7 em simples, 11 em duplas femininas e 1 em duplas mistas. Todas as vezes que ia a Wimbledon, era ovacionada. Não bastasse "apenas" essas conquistas, o currículo de Maria Esther conta com números que beiram o impensável até hoje: são 589 títulos internacionais.

Na final do US Open de 1964, fez algo até hoje histórico: ganhou a partida de Carole Caldwell Graebner em apenas 19 minutos. Antes disso, em 1959, ganhou o prêmio de atleta feminina do ano, da Associated Press. Nenhuma esportista brasileira teve esse reconhecimento depois dela.

Em 1978, foi homenageada com a inclusão de seu nome no Hall da Fama do Tênis Internacional. Até estátua de cera do famoso museu inglês Madame Tussauds, Maria Esther tem.

FÁTIMA BERALDO É NOVA GESTORA DA IGUALDADE RACIAL EM LONDRINA

fatima.beraldo.ARQUIVO.PA professora Maria de Fátima Beraldo é a nova gestora municipal de Promoção da Igualdade Racial de Londrina. Após a entrega de uma lista tríplice com indicações de nomes para a função, organizada pelo Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (CMPIR), o prefeito Marcelo Belinati a nomeou para o cargo. A portaria com a publicação é de 14 de maio deste ano.

Esta é a segunda vez que a servidora municipal da Secretaria de Educação atua como gestora municipal de Promoção da Igualdade Racial.

A primeira foi de 2009 a abril de 2013 nas gestões de Barbosa Neto e Alexandre Kireeff, quando também ocupou o cargo de coordenadora-geral de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Região Sul do Brasil, no Fórum Intergovernamental de Políticas de Igualdade Racial da Secretária de Políticas de Promoção de Igualdade Racial (FIPIR/SEPPIR).

Atualmente, a professora é vice-presidente do CMPIR e membro do Grupo de Trabalho de Combate ao Racismo (GTCR), coordenado pelo Ministério Público do Paraná (MP/PR) desde sua criação em março de 2012.

Ela também integra o Laboratório de Cultura e Estudos Afro-Brasileiros (LEAFRO)  do Núcleo de Estudos Afro-Asiáticos da Universidade Estadual de Londrina  (NEAA/UEL) e o Observatório da Educação (OBEDUC/CAPES).

3 CURTAS LONDRINENSES SERÃO EXIBIDOS NO SESI CULTURAL

Na próxima terça-feira (12), a partir das 19h30, três curtas londrinenses serão exibidos na Sessão Kinopus, gratuitamente, no Centro Cultural Sesi, localizado na Rua Maestro Egidio Camargo do Amaral, 130. Todas as produções foram dirigidas por mulheres e uma delas - "Dona Vilma" - conta com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

A classificação indicativa é para maiores de 14 anos e os ingressos podem ser retirados com uma hora de antecedência no local, que tem capacidade para receber cerca de 120 pessoas. O projeto foi lançado em abril de 2015, pela produtora Kinopus, e tem como objetivo apresentar filmes que não foram apresentados no circuito comercial local e promover estreia de produções londrinenses, sempre com entrada franca.

O documentário Dona Vilma (2016) tem 28 minutos de duração e conta a história da líder do movimento negro em Londrina, Vilma Santos de Oliveira, também conhecida como Yá Mukumby, passando por sua trajetória pessoal, política e religiosa, com destaque para sua participação na instauração do processo de cotas na Universidade Estadual de Londrina (UEL). O filme dirigido por Vanessa Santos, filha de Dona Vilma, foi produzido ao longo de cerca de dois anos. A primeira exibição do documentário aconteceu no Dia da Consciência Negra, como parte da programação da 18ª Edição do Festival Kinoarte de Cinema em Londrina.

Os outros curtas que serão exibidos na Sessão Kinopus são: A Última Dança (2014, fic, 10 min), de Eliete Vanzo, e Passo Cruzado (2018, fic, 12 min), de Vivian Campos. Estes dois filmes são resultado da pós-graduação em Cinema da Faculdade Pitágoras.

MINC ABRE EDITAL DE CINEMA E JOGOS TRASMÍDIAS PARA A INFÂNCIA

Os interessados em participar dos editais de Narrativas Transmídias para a Infância, nas modalidades Curtas Animação e Minissérie Animação, ambos com jogos eletrônicos, têm até o próximo dia 15 de junho se inscrever. Parte integrante do programa #AudiovisualGeraFuturo, lançado pelo Ministério da Cultura (MinC) em fevereiro deste ano, os dois editais vão selecionar, juntos, 20 projetos de temática livre voltados ao público de 7 a 12 anos. 
 
O edital Narrativas Transmídias para a Infância – Curtas Animação + Jogos Eletrônico vai premiar, com R$ 350 mil cada, 10 projetos transmídias para a produção independente de jogo eletrônico e curta-metragem de ficção de animação com duração de 13 minutos, com temática livre.
 
Já o edital Narrativas Transmídias para a Infância – Minissérie Animação + Jogos Eletrônicos vai selecionar 10 projetos transmídias para a produção independente de jogo eletrônico e minissérie de ficção de animação, com 13 episódios de 7 minutos, com temática livre. Cada contemplado receberá R$ 1 milhão. 
 
Os dois editais têm cotas para projetos de produtoras sediadas nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Também há cotas para filmes dirigidos por mulheres (cisgênero ou transexual/travesti), pessoas negras ou indígenas e diretores com no máximo um curta-metragem no currículo.
 
#AudiovisualGeraFuturo
 
O programa Audiovisual Gera Futuro, lançado em 7 de fevereiro, vai investir R$ 80 milhões em cerca de 250 projetos voltados ao desenvolvimento, produção e difusão. Em termos de volume de projetos e de recursos financeiros, trata-se do maior pacote de editais já realizado pela Secretaria de Audiovisual do MinC. 


EDITAIS: http://www.cultura.gov.br/1370

http://www.cultura.gov.br/1371

FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA LANÇA EDITAL DE BOLSAS

A Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), entidade vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), lançou edital de bolsas de iniciação científica, com duas vagas para doutores nas áreas de Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas, Letras e Artes e cinco para graduados em qualquer área de formação. As inscrições podem ser feitas até a meia-noite do dia 1º de julho. 
 
As bolsas terão duração de cinco meses, podendo ser prorrogadas em caso de interesse da FCRB. Os valores são de R$ 1.350 para graduados e R$ 3.700 para doutores. Todos os participantes devem ter disponibilidade mínima de 20 horas semanais para dedicar-se à realização do projeto ao qual a bolsa estará vinculada.
 
As inscrições podem ser feitas pelo e-mail catedrapoliticasculturais@rb.gov.br ou entregues pessoalmente na sede da Fundação Casa de Rui Barbosa (Rua São Clemente, 134, Botafogo/RJ), no 2º andar, na sala D, das 14h às 18h. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail de inscrição ou pelos telefones (21) 3289.8608 / (21) 3289.8610.
 
O resultado final da seleção será publicado no Diário Oficial da União até o dia 20 de julho de 2018 e estará disponível no site do MinC e da FCRB: http://www.casaruibarbosa.gov.br/arquivos/file/bolsistas18/edital_03_2018_Concurso_Bolsas.pdf
 
O início das atividades está previsto para até 1º de agosto deste ano ou de acordo com o cronograma de execução do projeto do bolsita.