segunda-feira, 31 de outubro de 2016

HAMILTON VENCE NO MÉXICO

O triunfo encurtou a distância para o rival alemão para 19 pontos (349 a 330) na disputa pelo título da temporada. No entanto, a situação de Nico Rosberg ainda é confortável e a conquista inédita da carreira por vir no GP do Brasil, daqui duas semanas. É só vencer para não depender do resultado de Lewis Hamilton.

No México, o inglês chegou a 51 vitórias, igualando o tricampeão francês Alain Prost e agora é o segundo maior vencedor de corridas da Fórmula 1. Os dois só perdem para o alemão Michael Schumacher, que tem 91.

A principal briga da prova ficou pela terceira colocação. A três voltas do final, o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, foi para cima do holandês Max Verstappen, que errou na curva e cortou caminho pela grama. O piloto da Red Bull claramente se aproveitou da saída da pista para se manter em terceiro lugar.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

BRANCATO JUNIOR MORRE EM SP

Pioneiro da TV, faleceu no sábado, (22)  o apresentador Brancato Júnior, após uma parada cardíaca em São Paulo.


Brancato apresentou o programa Prazer em conhecê-lo na Rede Vida. O programa saiu da grade de programação em março deste ano e era apresentado também por sua esposa Angela Brancato, que faleceu há 40 dias.


quinta-feira, 27 de outubro de 2016

FUTEBOL PERDE CAPITÃO DO TRI: CARLOS ALBERTO TORRES

O futebol brasileiro perdeu nesta terça-feira (25) o capitão do tri, Carlos Alberto Torres. O homem que levantou a taça Jules Rimet em 1970, no México, teve um infarto.

Mulher, dois filhos, quatro netos, milhões de fãs. São os que ficam. Carlos Alberto Torres já chegou ao hospital na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, sem tempo de se despedir. Durante meia hora, os médicos tentaram reanimá-lo. Às 11h30, um dos maiores laterais da história saía de cena.

Na sede da CBF, bandeiras a meio mastro. Ali mesmo, no museu da entidade, o capitão do tricampeonato mundial segue eterno, beijando e dando uma voltinha na Jules Rimet para deixar a taça bem de frente para o mundo ver.

Revelado pelo Fluminense, foi no Santos de Pelé que Carlos Alberto se destacou.

Pela seleção, jogou uma Copa só. E não foi pouco. O último gol do lendário time do tri em 70 foi a síntese do encantamento coletivo que o time produzia. O quarto gol da goleada sobre a Itália.

O passe de Pelé foi sucedido não por um chute, apenas. Era um desabafo, era soltar a perna para encerrar um dos maiores espetáculos da história do futebol.

O jogador Carlos Alberto Torres encerrou a carreira no Cosmos, dos Estados Unidos, onde jogava com Pelé.

Arriscou carreira política. Foi vereador no Rio.


Como treinador, campeão brasileiro pelo Flamengo em 83.


RECITAL COMEMORA OS 150 ANOS DE ERIK SATIE

No próximo dia 29 de outubro, sábado, às 18h, no Palácio São Clemente (rua São Clemente, 424, Botafogo), integrando o Projeto Música no Museu, com entrada franca, reapresentaremos o programa em homenagem aos 150 anos de nascimento de Érik SATIE que fez grande sucesso no CCBB, Iate Clube e UNIRIO. 
 
O repertório reúne obras de inspiração grega, religiosa, clássica, romântica e humorística, além da música para uma comédia lírica e peças escritas para café-concerto (valsas e canções). 
 
Costurado por um texto leve, com dados curiosos sobre o autor, suas obras e as divertidas inscrições que inseriu nas partituras a guisa de auxiliar os intérprestes na interpretação, o espetáculo recria o fascinante clima parisiense do final do século XIX e início do XX.  
 
RECITAL EM HOMANGEM AOS 150 ANOS DE ÉRIK SATIE
 
29-10-SÁBADO ÀS 18 HORAS-PROJETO MÚSICA NO MUSEU
PALÁCIO SÃO CLEMENTE
 
RUA SÃO CLEMENTE-424 BOTAFOGO-RIO DE JANEIRO-RJ
 
 

PROMIC ABRE EDITAL PARA VILAS CULTURAIS

A Secretaria Municipal de Cultura iniciou ontem (25) o prazo de inscrições para a seleção de projetos de implantação de Vilas Culturais que serão beneficiadas pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), no exercício de 2017. O Edital nº 03, contendo todos os detalhes sobre o processo seletivo, está disponível no Jornal Oficial do Município, edição nº 3.110, pelo endereço www.londrina.pr.gov.br .

Os interessados em apresentar projetos devem se inscrever até o dia 23 de novembro de 2016, presencialmente, na Diretoria de Incentivo à Cultura da Secretaria Municipal de Cultura, localizada na Praça Primeiro de Maio, 110, Centro. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas. O edital de aprovação dos projetos está previsto para ser publicado em dezembro, no portal da Prefeitura de Londrina (acessando Secretaria Municipal de Cultura ou Jornal Oficial do Município).

Todos os projetos serão analisados pela Comissão de Análise de Programas e Projetos Estratégicos (CAPPE), de forma autônoma e independente. A comissão é composta por membros indicados pelo Conselho Municipal de Política Cultural e pela Secretaria Municipal de Cultura. Após a fase inicial de análise das propostas, será publicado um edital com os projetos habilitados e inabilitados.

TUDO SOBRE O PROGRAMA E O EDITAL:

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=18901&Itemid=1899

EVENTOS DE OSCAR ARARIPE


MÚSICO ALDO MORAES VISITA LIDERANÇAS EM JATAIZINHO



O músico e escritor Aldo Moraes visitou Jataizinho, na sexta dia 22 de outubro a convite do jornalista Marcelo Souto, que colabora com a Folha de Jataizinho.


Moraes concedeu entrevista a Rádio Nova Geração e compartilhou idéias sobre cultura com o diretor Ademir Briola.


Em seguida, o londrinense estabeleceu contato com o prefeito eleito Dirceu Urbano e conversaram sobre políticas públicas para cultura e educação, inspirados pelo batuque na caixa, projeto criado por Aldo em 1998 e que tem grande know how em atuar nas escolas públicas de Londrina e região.

O primeiro desafio da parceria é produzir o carnaval popular de Jataizinho com apoio das escolas de samba de Londrina.

120 ANOS DE CARLOS GOMES




Lembrando os 120 anos de morte do compositor Carlos Gomes, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro encena a ópera Lo Schiavo, no dia 27 de ooutubro, as 20 hs.

Escrita em 4 atos, o libreto é de Rodolfo Paravicini e será levada ao palco pelo Coro e Orquestra do próprio Theatro com direção cênica de Pier Francesco Maestrini e Direção Musical/Regência de Roberto Duarte.

Informações: 21 2332-9191


Carlos Gomes nasceu em julho de 1836 e faleceu em 16 de setembro de 1896.

É nosso principal nome no universo da ópera e um dos maiores nomes do Romantismo musical. Foi aclamado na Itália e em vários países da Europa com Maria Tudor, Condor, Lo Schiavo, Fosca, Salvator Rosa e principalmente O Guarani.


Em Milão, o brasileiro brilhou e foi admirado por nomes como Verdi e Mascagni. Reduções para piano de suas obras e canções foram publicadas pela Funarte. Aberturas e trechos de suas óperas são constantemente executadas em concertos por Orquestras Brasileiras e Internacionais

QUINTA MIX EM LONDRINA COM MATHEUS E MALDONADO


DICA DO BLOG: INFORMATIVO LITERAFRO





O Informativo LITERAFRO, organizado pelo Departamento de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais e que pesquisa e forma acervo sobre autores negros, destaca em seus últimos números:

ANIZIO VIANNA

CAROLINA DE JESUS

e ELIANA ALVES CRUZ.



LITERAFRO faz uma breve análise da vida e obra destes autores brasileiros que são também personagens de um Brasil paradoxal e muitas vezes injusto.


segunda-feira, 24 de outubro de 2016

PELÉ 76 ANOS

Principal ídolo do futebol brasileiro de todos os tempos, Pelé comemora neste domingo, 23 de outubro de 2016, mais uma ano de aniversário. 

Nesta data, Edson Arantes do Nascimento completa 76 anos de idade. Marcado por ter feito 1281 gols em sua carreira, que possui passagens grandiosas por Santos, New York Cosmos e principalmente pela Seleção Brasileira, o jovem da cidade de Três Corações ganhou status de Rei e de maior jogador da história do futebol mundial. 


Na última sexta-feira, o Museu Pelé realizou uma grande festa de comemoração dos 76 anos do Rei. Com a presença da Escola de Samba da Torcida Jovem do Santos, do cantor e violinista Nei Rocha, além de amigos e fãs, a celebração contou com diversas homenagens aos grandes feitos do maior jogador de todos os tempos e a mais um ano de aniversário do craque

MORRE FLÁVIO GIKOVATE

Flávio Gikovate trabalhou em clínica privada, se valendo das técnicas breves e ecléticas de psicoterapia, desde 1968, tendo atendido mais de 10.000 pacientes.
Foi o pioneiro nos estudos sobre o sexo, amor e vida conjugal no Brasil, tendo publicado 34 livros com reflexões originais sobre esses temas e que já venderam cerca de 1.000.000 de exemplares.
Desde 1977 desenvolveu intensa atividade de divulgação de suas ideias através dos veículos de comunicação: assinou coluna na Folha de S. Paulo, revista Cláudia, teve programa na TV Bandeirantes e, desde 2007, apresenta o premiado “No Divã do Gikovate” pela rádio CBN (edição nacional).

HAMILTON VENCE O GP DOS EUA


PREFEITO ELEITO MARCELO BELINATI LANÇA CHAMADA NACIONAL PARA ESCOLHA DO SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO

Na próxima quarta-feira (26), às 9 horas, o presidente da Frente Parlamentar Mista da Educação, deputado Alex Canziani (PTB-PR), e o prefeito eleito de Londrina, Marcelo Belinati (PP-PR), lançam a chamada nacional para escolha do futuro secretário municipal de Educação de Londrina. A solenidade será no plenário da Comissão de Educação da Câmara (plenário 10). 

O processo seletivo será coordenado pelo Vetor Brasil, organização especializada na seleção de profissionais para governos. A banca que irá avaliar os currículos dos candidatos contará com a participação de representantes da comunidade escolar - profissionais, pais e alunos, e de especialistas. Os idealizadores ressaltam que a iniciativa é pioneira no Brasil. 

O Secretário de Educação Básica do MEC, Rossieli Soares da Silva, confirmou presença. Também foram convidados os parlamentares da Frente Parlmentar Mista de Educação, a bancada de deputados federais do Paraná, além de membros do Ministério da Educação.

DICA DO BLOG: SOM E LUZ PARADOX


sexta-feira, 14 de outubro de 2016

UNIVERSO INFANTIL MAIS TRISTE: MORRE FOFÃO


Morreu na madrugada desta sexta-feira (14) em São Paulo Orival Pessini, criador do Fofão e Patropi. O ator e humorista de 72 anos tinha câncer no baço e estava internado no Hospital São Luiz, no Morumbi, na Zona Sul da capital.


Nascido em Marília (SP) em 1944, Pessini iniciou a carreira no teatro amador e atuando em comerciais. Estreou na TV em 1963, no infantil “Quem conta um conto”, da TV Tupi. O sucesso viria anos depois, com os personagens Sócrates e Charles, do “Planeta dos Homens” (Globo).

O Fofão foi criado em 1983, para o programa “Balão Mágico” (Globo). O alienígena atrapalhado de enormes bochechas, nascido no planeta fictício “Fofolândia”, tornou-se um dos mais populares personagens infantis dos anos 1980.
O ator e humorista Orival Pessini, fantasiado como seu personagem Fofão, posa para retrato no topo de um edifício em São Paulo, em foto de outubro de 2014 (Foto: Danilo Verpa/Folhapress/Arquivo)O ator e humorista Orival Pessini, fantasiado como seu personagem Fofão, posa para retrato no topo de um edifício em São Paulo, em foto de outubro de 2014 (Foto: Danilo Verpa/Folhapress/Arquivo)
Orival Pessini durante entrevista para a TV Globo em 2015 (Foto: Reprodução/TV Globo)Orival Pessini durante entrevista para a TV Globo em 2015 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Em 1986, migrou para a Rede Bandeirantes, onde estreou um programa inteiramente dedicado ao monstrinho. O “TV Fofão” ficou no ar até 1989.

OUTUBRO ROSA: HISTÓRIA

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org).

Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc. (www.pink-october.org).

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

MORRE ESCRITOR E NOBEL DARIO FO

O escritor, dramaturgo e ator italiano Dario Fo, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura em 1997, morreu nesta quinta-feira (13), aos 90 anos, em um hospital de Milão, na Itália, onde estava internado por conta de problemas respiratórios, segundo os meios de comunicação locais.

Dario Fo nasceu no dia 24 de março de 1926 no pequeno município de Sangiano, província de Varese, e, embora tenha estudado pintura e arquitetura, é conhecido principalmente por seu papel como dramaturgo, que lhe valeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1997.

Durante sua carreira esteve acompanhado por sua mulher, a atriz Franca Rame, que morreu em 2013, com quem formou uma parceria intelectual consagrada essencialmente no teatro político e satírico onde narravam problemas da sociedade de seu tempo.

Durante sua longa trajetória escreveu mais de 100 obras teatrais, que ele mesmo interpretava, além de vários livros.

O último foi publicado em setembro e falava sobre o cientista Charles Robert Darwin, "Darwin Ma siamo scimmie da parte di padre o di madre?" (Darwin, somos macacos por parte de pai ou de mãe?) e que continha perguntas sobre a origem da vida e estava ilustrado com seus desenhos.

Também no livro que publicou pouco antes do seu 90º aniversário, "Dario e Deus", ao lado da jornalista Giuseppina Manin, o prêmio Nobel questiona sobre a religião e a espiritualidade desde um ponto de vista irônico e satírico, características que sempre definiram seus obras.

Em 1969 ele lançou uma de suas obras teatrais mais aplaudidas e influentes, "Mistero Buffo", onde aborda algumas passagens bíblicas no estilo de trovadores medievais.

No ano seguinte, apresentou outra de suas obras-primas, "Morte acidental de um anarquista", que narra a estranha morte do partisano Giuseppe Pinelli, que em 1969 se jogou de uma janela da chefia de Polícia de Milão, onde estava detido.

Seu ativismo político foi especialmente relevante nos agitados Anos de Chumbo, entre os anos 1970 e 1980, quando criou a organização "Soccorso Rosso Militante" para proporcionar assistência legal aos militantes da esquerda presos.
Em 1990, estreou "Il papa e la strega", obra que representa um pontífice autor de uma encíclica inverossímil onde defendia a liberação da droga, o controle da natalidade e o retorno da Igreja à pobreza.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

CANÇÕES DE BOB DYLAN SÃO PREMIADAS COM O NOBEL DE LITERATURA

Bob Dylan é o Prêmio Nobel de Literatura de 2016. O anúncio foi feito na sede da Academia Sueca, em Estocolmo, na manhã desta quinta-feira (13). O prêmio lhe foi entregue por "ter criado novas expressões poéticas na grande tradição da canção Americana".

O compositor é o primeiro norte-americano a levar o Nobel desde Toni Morrison, em 1993.

A opção por um músico – e não por um escritor de ofício – soa incomum, mas o nome do Dylan vinha sendo cotado havia muitos anos. Também poeta e com diversos livros lançados, o artista é aclamado sobretudo pelo lirismo de suas letras. Desta vez, no entanto, ele não estava entre os favoritos nas casas de apostas.

Reconhecendo que o Nobel de literatura de 2016 pode parecer surpreendente, a secretária-geral da Academia Sueca, Sara Danius, declarou que Dylan foi escolhido "por criar novas expressões poéticas na tradição da grande canção americana".  A academia citou ainda que "Dylan tem o status de um ícone" e que "sua influência na música contemporânea é profunda". "Ele é provavelmente o maior poeta vivo", declarou Per Wastberg, membro da instituição.

BOB

Nascido Robert Allen Zimmerman em 24 de maio de 1941, em Duluth, Minnesota, nos Estados Unidos, Bob Dylan cresceu em uma família judaica de classe média em uma cidade mineradora. Na adolescência, tocou em diversas bandas, dedicando-se à tradição da música americana, especialmente ao folk e ao blues. Um de seus ídolos era o Woody Guthrie, um dos maiores nomes do folk.

Mais tarde, Dylan largou a faculdade e se mudou para Nova York onde se tornou famoso no início dos anos 1960. Lá, passou a tocar em casas de shows e cafés no famoso bairro Greewich Village.

Seu primeiro disco, "Bob Dylan", é de 1962. Entre trabalhos de inéditas, coletâneas e registros de shows, foram registrados oficialmente 69 álbuns (veja lista abaixo). O mais recente é "Fallen angles", de 2016, no qual interpreta clássicos americanos populariados por Frank Sinatra.

Foi somente em seu segundo disco, "The freewheelin' Bob Bylan", de 1963, que Dylan revelou seu talento como compositor – o álbum de estreia tinha somente duas canções originais. "The freewheelin'" tem a faixa que talvez seja o maior clássico de Dylan, "Blowin' in the wind".

Outros trabalhos marcantes foram "The times they are a-changin'", de 1964, "Bringing It all back home", de 1965, "Highway 61 revisited", também de 1965, e "Blonde on Blonde", de 1966, todos lançados em sequência. "Blood on the tracks", de 1975, é outro dos destaques daquelas primeiras décadas.

ESCOLAS DO RIO RECEBEM CONCERTOS DIDÁTICOS

A partir deste segunda-feira, dia 17 de outubro, DEZ escolas municipais da Zona Norte e Oeste vão receber o Circuito de Concertos Didáticos. Com patrocínio da Vivo e apoio das Secretarias de Cultura do Estado e de Educação do Município, mais de 1000 alunos com idade a partir de seis anos vão assistir a bate-papo e concertos de música erudita e popular, ministrados por artistas de importância, como Marcel Powell, Daniela Spielmann, Sheila Zagury, David Ganc, Fabio Adour, Ayran Nicodemo, dentre outros.

Zona Oeste
1. Escola Municipal Professora Didia Machado Fortes - Barra da Tijuca
2. Escola Municipal Sobral Pinto - Praça Seca
3. Escola Municipal Azerbaijão - Anil
4. Escola Municipal Rio das Pedras - Rio das Pedras
5. Ciep Compositor Donga - Taquara 

Zona Norte
6. Escola Municipal Chile - Olaria
7. Escola Municipal Grécia – Vista Alegre
8. Ciep Maestro Francisco Mignone - Olaria
9. Ciep Juscelino Kubitschek - Manguinhos

Foi a partir da experiência vivida nos anos de 2013 e 2014, quando da realização dos projetos aprovados no Prêmio Funarte de Concertos Didáticos, que surgiu o desejo de implantar uma ação continuada de formação de plateia, e mais que isso, de contribuir para a formação cultural dos estudantes da rede pública de ensino do Rio de Janeiro.É com o repertório de importantes compositores, como Tom Jobim, Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Bach, Villa-Lobos, Baden Powell e tantos outros, que o Projeto Circuito de Concertos Didáticos vai estimular a discussão entre as fronteiras da música erudita e popular entre mais de 1000 estudantes de DEZ Escolas Públicas Municipais do Rio de Janeiro.


O projeto tem a direção geral e curadoria assinada pela produtora cultural Kryka Pujol e a direção executiva e produção de Margareth M Monteiro,o patrocínio é da Vivo, do Governo do Rio, da Secretaria de Estado de Cultura e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro. O circuito começa na segunda quinzena de Outubro, nas semanas entre os dias 17 e 21, e entre os dias 24 e 27, retornando às mesmas escolas em novembro.O desafio é estimular nos alunos de 6 a 14 anos, a percepção de sons de diversas naturezas e procedências e fomentar a formação de plateia para a música instrumental popular e erudita.


Serão ao todo, 30 concertos didáticos, especialmente desenvolvidos por músicos de grande reconhecimento no cenário musical nacional e internacional. Dentre os eruditos, se apresentarão o violinista Ayran Nicodemo, o Duo David Ganc e Fabio Adour (flauta e violão) e o Duo Kristina Augustin e Mario Orlando (viola da Gamba). Na música popular, integram o projeto o violonista Marcel Powell, filho de Baden Powell, que fará uma introdução e apresentação da obra do pai; o Duo Daniela Spielmann (saxofone) e Sheila Zagury (teclado), que levarão aos alunos a obra de Jacob do Bandolim; e o Terno Carioca formado por Lena Verani (clarineta), Luiz Flavio Alcofra (violão) e Pedro Aragão(violão).

O Circuito de Concertos Didáticos busca promover a Escola pública como espaço de educação integral da comunidade, em prol do desenvolvimento da sensibilidade e criatividade humana por meio do contato com a linguagem artístico-musical, visando à formação do cidadão, capaz de contribuir ativamente com a transformação sócio-cultural, necessária para a construção de uma sociedade mais ética e digna.