sábado, 31 de maio de 2014

AOS 43 ANOS, MORRE O NARRADOR ESPORTIVO MAURÍCIO TORRES

Foto: reprodução/Twitter

Morreu neste sábado, de complicações cardíacas, o apresentador e narrador esportivo Maurício Torres, de apenas 43 anos de idade, noticiou há pouco o "Jornal da Record".

O jornalista carioca, que apresentava o programa "Esporte Fantástico"ao lado de Mylena Ciribelli e Cláudia Reis, estava internado desde 1º de maio no hospital Sírio Libanês, na capital paulista, após passar mal em um voo do Rio de Janeiro com destino a São Paulo, onde realizaria gravações naquele fim de semana para a atração esportiva.

Torres trabalhava para a Record desde 2005, onde estreou narrando a partida entre Brasil e Colômbia, pela fase final do Torneio Sul-Americano Sub-17, disputado na Venezuela. Naquele ano, participou dos programas "Terceiro Tempo" e "Debate Bola". Pela emissora, cobriu os Jogos de Inverno de Vancouver (2010), o Pan-americano de Guadalajara (2011), Olimpíada de Londres (2012) e mais recentemente os Jogos de Inverno de Sochi, neste ano.

Antes, foi narrador e apresentador na TV Globo. Por lá, entre outros eventos, trabalhou nas Olimpíadas de 1996 em Atlanta (EUA), de 2000 em Sydney (Austrália) e Atenas 2004 (Grécia), além de cobrir duas Copas do Mundo: França 1998 e Coreia/Japão 2002

AÇÃO DE IRRADIAÇÃO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL DIA 10 DE JUNHO EM CAMBÉ

Com o objetivo de difundir e fortalecer a concepção e a prática de Educação Integral, na modalidade desenvolvida pelas organizações não governamentais em parceria com escolas públicas.
Faremos um bate bapo que será realizado no Município de CAMBÉ.

Data: 10/06/2014.
Horário: 14h às 16h00m.
Local: Lar Santo Antonio
Av. Brasil nº 1.432 – Vila Brasil - Próximo a Rodoviária

Importante: Para se inscrever, preencha a ficha em anexo e envie para o e-mail: grupoitaunicefpr@gmail.com até o dia 06 de Junho de 2014.
Ações de Irradiação, acontecem em 25 cidades do país, em parceria com instituições e profissionais locais, já engajados no Prêmio Itaú-Unicef, profissionais que acreditam na importância do desenvolvimento integral, da inclusão social e da garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.

Programa Prêmio Itaú-Unicef
CENPEC - Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
0800 701-7104

ARTISTA CHIARU SHIOTA TAMBÉM EXPÕE NA TEMPLON

Chiaru Shiota está na Templon, de 7 de junho a 25 de julho.

Conheça o artista e sua obra:

 


1972 Born in Osaka, Japan
Lives and works in Berlin, Germany

2011
California College of the Arts, Guest Professor
2010 - 13
Kyoto Seika University, Guest Professor
1999 - 03
Universität der Künste, Berlin / Germany
1997 - 99
Hochschule für Bildende Künste, Braunschweig / Germany
1996
Hochschule für bildende Künste Hamburg, Germany
1993 - 94
Semester Exchange to Canberra School of Art, Australian National University, Australia
1992 - 96
Kyoto Seika University, Japan
 

www.chiharu-shiota.com

 


www.pinterest.com/pin/242912973621233043

 


www.pinterest.com/pin/455989530993067816

Templon: www.danieltemplon.com


PROGRAMA SOS LONDRINA

A jornalista Fernanda Alves está no ar todo sábado, as 16 hs, com o Programa SOS Londrina.

Temas que interessam aos moradores da região metropolitana de Londrina em debates entrevistas e reportagens.

Ouça pela Rádio Brasil Sul AM 1.290 khz ou pelo site:

www.radiobrasilsul.com.br

HE AN NA GALERIA TEMPLON


O artista chinês He An, nascido em 1971 expõe a partir de 5 de junho na Galeria Templon, na França. He An fica até 19 de julho com sua exposição WIND LIGTH AS A THIEF.

Conheça mais He An:


www.ci13.cmoa.org/artists/he-an

 


www.tangcontemporary.com/798/en-ysj_jxzp.asp?id

 



www.initialaccess.co.uk/artist.php?aid=96&id=14

 


www.danieltemplon.com/new/artist.php?la=en

sexta-feira, 30 de maio de 2014

CINEMA PERDE O ATOR KARLHEINZ BOHM

O ator austríaco Karlheinz Böhm, que ganhou fama mundial ao interpretar o imperador Francisco José na trilogia "Sissi", morreu aos 86 anos.

Nascido em Darmstadt (Alemanha) em 1928, Böhm passou a maior parte de sua infância na Alemanha e se mudou após a Segunda Guerra Mundial para Graz, no sul da Áustria, onde terminou seus estudos.

 O ator atuou em 45 filmes e em várias peças de teatro.

Sua interpretação do jovem imperador Francisco José, ao lado de Romy Schneider como Sisi, o tornou famoso em todo mundo, e nunca mais o ator conseguiu afastar sua imagem desse papel.

Sua carreira como ator terminou no início dos anos 80, quando Böhm decidiu se dedicar plenamente à ajuda humanitária por meio de sua organização Menschen für Menschen, com sede na Etiópia, onde passou longas temporadas.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

I COLÓQUIO NORTE PARANAENSE DO TERCEIRO SETOR

20140610_Colóquio Londrina.jpg
Rafaela Vieira Marinho
Instituto GRPCOM
43 3377.3425
GRPCOM – Grupo Paranaense de Comunicação
Descrição: Instituto
 
 

ATÉ HOJE: INSCRIÇÕES NO SOCIAL GOOD BRASIL LAB

Aproveite para se inscrever no Social Good Brasil Lab, laboratório que ajuda a viabilizar projetos que utilizam o poder das tecnologias, novas mídias e pensamento inovador para contribuir com a solução de problemas sociais.

As inscrições do Lab vão só até amanhã, dia 29 de maio.
 
Entre os requisitos para a inscrição está um vídeo de aproximadamente três minutos. Ele é a parte mais importante da sua inscrição e é imprescindível gravá-lo. Conheça as perguntas que terá que responder e assista ao vídeo de inscrição exemplo que produzimos para você.
Inscreva-se: sgb.org.br/lab

EM FASE FINAL O PROJETO DO PLANO ESTADUAL DE CULTURA DO PARANÁ

Membros do Conselho Estadual da Cultura (CONSEC) e técnicos da Secretaria de Estado da Cultura (SEEC), que integram o Grupo de Trabalho criado especialmente para elaborar o Plano Estadual da Cultura (o GT PEC/PR), estiveram reunidos em Curitiba, esta semana, para definição dos últimos ajustes na minuta do documento, que está em fase de finalização. A proposta deve ser apresentada para consulta pública no início de junho.
 
O GT PEC/PR, composto por 22 membros entre representantes do CONSEC e técnicos da SEEC, está trabalhando no projeto desde dezembro do ano passado, com consultoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), contratada pelo Ministério da Cultura (MINC) para dar orientação às cidades e aos estados interessados na formulação de seus planos de cultura. A universidade já aprovou a proposta preliminar.
 
Para formatação do documento, o grupo usou como base as diretrizes estipuladas pelo Plano Nacional de Cultura que contemplam as políticas públicas, diversidade, acesso, economia da cultura e participação da sociedade civil, para formatar os objetivos, estratégias, metas e ações específicas para o Paraná.
 
Para cada diretriz, o grupo estabeleceu um conjunto de metas e desafios a serem cumpridos e um rol de ações a serem desenvolvidas. No total foram 22 metas e 141 ações definidas. A base para as definições partiu de 3.233 proposições, sendo 3.176 resultantes das conferências municipais e intermunicipais realizadas no Paraná em 2013, além das 42 propostas aprovadas na 3ª Conferência Estadual de Cultura e 15 contribuições enviadas ao grupo.
 
O GT também realizou um diagnóstico da situação da cultura no Estado para a definição do Plano, tendo como base os dados disponibilizados pelo IBGE, IPARDES, MINC, SEEC (Portal de Informações), SESC, SEBRAE e informações constantes no projeto "Paraná da Gente".
 
Sistema
O objetivo do Plano é nortear as ações públicas na área da cultura para os próximos 10 anos. Após a consulta pública, as contribuições encaminhadas pela sociedade civil que sejam pertinentes serão incorporadas à proposta e o documento passará então pela aprovação do CONSEC. Em seguida, será encaminhado à Assembleia Legislativa do Paraná, para que seja criado em forma de lei.
 
A criação do Plano é mais um dos requisitos cumpridos pelo governo do Paraná para consolidar o Sistema Estadual da Cultura. O Estado já criou o Programa de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE) e o Fundo Estadual de Cultura (FEC), instituídos pela Lei n.º 17.043/11; o CONSEC, (Lei 17063/12) e também realizou as Conferências Estaduais de Cultura.
Estes são alguns dos elementos necessários para integrar o Sistema Nacional de Cultura (SNC), que permite acessar recursos e apoio federais para programas e projetos na área. O Paraná aderiu ao Sistema Nacional em 2012. 


Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Cultura do Paraná
(41) 3321 4729 / 3321 4739
imprensa@seec.pr.gov.br
www.cultura.pr.gov.br

LINKS PARA ENTREVISTAS DE VALÉRIA FORTE

Prezados Colegas,
 
Semana passada concedi uma entrevista, dividida em 2 partes, que ficaram muito bacanas!
 
Seguem os links, caso desejem ver!
 
Os links das entrevistas que estão disponíveis no acervo da TV UOL são:



Abs e sucesso,
Valéria G. Forte
(11) 3862-5376 / 99844-9680
www.escolasdemusica.com.br
facebook.com/notom5

quarta-feira, 28 de maio de 2014

ALUNOS RECEBEM CD DA DUPLA GABRIELA & RAPHAELLA



Trabalhar com produtos originais e estimular que a juventude ouça os talentos regionais sào 2 de nossos objetivos.

LINK PARA TEXTO DE ROBERTO DE QUEIROZ

Se não leu, mas tem interesse de ler um texto de minha autoria, publicado na Folha de Pernambuco de hoje, clique neste link:
Cordialmente,
Roberto de Queiroz.

AÇÃO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL EM CAMBÉ/PR



COMPOSITOR RICARDO TACUCHIAN TOMA POSSE NA ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE

T A C U C H I A N 7 5

Posse de Ricardo Tacuchian na Cadeira nº 39 (Antonio Carlos Gomes) da ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE

1. Assinatura do livro de posse (com o Acadêmico Victorino Chermont de Miranda)

 2. Membros da Academia Brasileira de Arte (Acadêmicos Sergio Fonta, Maria Helena de Andrade, Victorino Chermont de Miranda, Israel Pedrosa, Heloisa Aleixo Lustosa, Ricardo Tacuchian e Vasco Mariz)

 3. Saudação ao novo Acadêmico Ricardo Tacuchian feita pelo Acadêmico Vasco Mariz

SAUDAÇÃO A RICARDO TACUCHIAN EM SUA POSSE
NA ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE

Vasco Mariz
Senhora Presidente Heloisa Lustosa,
senhores Academicos, senhoras e senhores:
Agradeço o honroso convite que me foi feito pelo maestro Ricardo Tacuchian para fazer a saudação ao novo acadêmico na sua cerimônia de posse. Lembro-me bem da minha posse em 1988, realizada nos salões da Academia Brasileira de Letras. Dois novos acadêmicos tomavam posse Antonio Fantinato Filho, ilustre diplomata considerado um de nossos melhores poetas do século XX, e eu. Coube-me fazer o elogio do maestro José Siqueira, prolífico compositor e criador da Orquestra Sinfônica Brasileira, recém falecido e que havia sido um bom amigo meu. Foi uma bonita cerimônia em black-tie.e com publico numeroso.

 Depois da longa presidência de Agenor Rodrigues Valle, na qual nossa entidade entrou em declínio progressivo, um pequeno grupo de valentes acadêmicos teimou em reunir-se periodicamente visando manter viva a chama. Fazíamos reuniões em residências privadas dos acadêmicos, nas quais alguns participantes faziam pequenas palestras sobre assuntos de sua especialidade e debatiamos com ardor os temas em pauta. Eu mesmo proferi uma mini-palestra em uma dessas agradáveis reuniões, por vezes muito divertidas e onde ocorreram até vibrantes tertúlias. Depois houve uma pausa, longa demais talvez, após a morte de Agenor, que deixaria menos saudades do que se poderia supor. Felizmente, dois devotados academicos, Heloisa Lustosa e Victorino Chermont de Miranda, persistiram no esforço de tentar levantar a Academia Brasileira de Arte, que afinal conseguiram reviver em 2012 com a comemoração dos 70 anos anos da Academia na residencia de Maria Beltrão, e a concorrida posse de Evandro Carneiro e o lançamento do 1º informativo da ABA. Em 2013 foram preenchidas vagas existentes com personalidades representativas, seguida de diversas cerimônias de posse e eventos. E aqui estamos esta tarde para a posse de um ilustre novo membro de nossa entidade, o maestro Ricardo Tacuchian, um dos mais importantes compositores brasileiros contemporâneos, que aliás acaba de receber importante homenagem em São Paulo.

Nascido no Rio de Janeiro em 1939, Ricardo Tacuchian graduou-se na Escola de Música da UFRJ em piano, regência e composição. Seus principais mestres foram José Siqueira, Francisco Mignone e Claudio Santoro. Na década dos 70 criou o Conjunto Síntese, dedicado à música medieval e renascentista e à música contemporânea, executada com instrumentos antigos e foi um dos fundadores e primeiro regente do Ensemble Ars Contemporanea, com o qual estreou a maioria de suas obras daquela época. Aperfeiçoou-se em regência com Hilmar Schatz, Francisco Mignone e Swarowski e, mais tarde, frequentou a University of Southern California, onde conquistou seu doutorado.

 Tacuchian foi professor da Escola de Música da UFRJ onde lutou contra a sua estrutura conservadora e acadêmica da época, e foi o introdutor da música contemporânea em sua programação. Naquela Escola criou o Panorama da Música Brasileira Contemporânea, séries de concertos com boa repercussão nacional. Foi também o criador da disciplina “Música Brasileira”, com o objetivo de levar aos jovens um melhor conhecimento de nossa música do passado e do presente. Assumiu cargos administrativos na UFRJ (Chefe de Departamento e Coordenador de Pós-graduação) e, mais tarde, na UNIRIO (Pró-reitor de Pós-graduação e Pesquisa). Foi regente da Orquestra Sinfônica da UNIRIO e em 1985 Tacuchian regeu, na Praça da Apoteose, RJ, o maior conjunto instrumental da história do Brasil: uma banda com 2.000 músicos.

 Ricardo compõe desde criança e já aos 23 anos se apresentava oficialmente como compositor em concerto público, com a Imagem carioca (em sua antiga versão para orquestra de cordas, depois substituída por uma versão sinfônica e outra ainda para banda). Mais tarde fez uma nova versão dessa mesma peça para quarteto de violões. Sua obra desde os anos 60 segue uma estética predominantemente nacionalista, mas, nos anos 70. o compositor abraçou uma linha experimental, usando diferentes técnicas das vanguardas da época. Nesta fase vanguardista, creio que a melhor contribuição de Ricardo Tacuchian foi a série de oito peças intituladas Estruturas. A partir dela, definiu sua nova linguagem musical. Cada obra tem um qualificativo, pois considera o adjetivo como o aspecto subjetivo da comunicação com seu público. Teve sempre em mente ser indispensável ao ouvinte um “gancho” no qual ele possa se apegar para recordar uma obra. Passo a comentar a importante série das Estruturas.

   Estruturas sincréticas (1970) é a primeira peça da série, alcançando êxito em sua estreia pelo Ensemble de Sopros e Percussão da banda do Corpo de Bombeiros do RJ, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Já as Estruturas simbólicas (1973) é “uma das produções aleatórias nacionais de melhor acabamento formal”, na opinião do então critico e compositor Ronaldo Miranda. As Estruturas obstinadas de 1974, foi uma das primeiras peças no Brasil a apresentar a estética minimalista; Estruturas primitivas (1975) representa uma tentativa de unir elementos tradicionais às últimas tendências contemporâneas. Estruturas sinfônicas (1976), estreada pela OSB, dirigida por Isaac Karabtchewsky, agradou sobretudo pelo primeiro movimento. Essas Estruturas Sinfônicas são um dos trabalhos de maior fôlego de Tacuchian. Estruturas verdes (1976), para violino, violoncelo e piano, revela, pioneiramente na música brasileira, uma preocupação com a ecologia. Estruturas divergentes (1977), para flauta, oboé e piano, mostra o choque de forças opostas, uma metáfora política ao regime político daquela época. Finalmente, chegamos às Estruturas gêmeas (1978) para piano a quatro mãos. É uma homenagem a compositora Ester Scliar, então recém-desaparecida, de quem se sentia quase como um irmão.

 Ricardo Tacuchian é um compositor que avança seguro de seus passos. Tem excelente métier e considerável experiência. Vem atuando intensamente no meio musical carioca e seu mérito como compositor e organizador é reconhecido por todos. Em 1981 foi eleito para a Academia Brasileira de Música, e ocupou a presidência desta entidade por duas vezes (1993/7 e 2006/9), ocasião em que promoveu uma necessária reformulação administrativa e artística da entidade. Nos anos 80, Tacuchian superou as polaridades tradicionais da música brasileira (nacional/universal; velho/novo; tonal/atonal; e outras) e enriqueceu seus recursos sonoros como compositor pós-moderno, isto é, preocupado com a inovação, mas sem negar a tradição. Duas peças são paradigmáticas desta nova postura: o noneto Rio/L.A. (1989) e o balé para orquestra sinfônica Hayastán (1990), ambas escritas no período em que o compositor viveu em Los Angeles (1987-1990). O noneto Rio/LA, estreada nos EE. UU., em 1990, reflete o vigor de duas megalópoles Rio de Janeiro e Los Angeles e nele emprega instrumentos pouco comuns em música de concerto, tais como o baixo elétrico, a cuíca e o agogô. De outra parte, elementos de jazz, samba e pop music estão interligados numa estrutura em permanente transformação e dentro das técnicas composicionais contemporâneas. O bailado Hayastán marca a herança armênia do compositor com temas da região.. Ainda nos EE.UU. compôs Prisma (1989) uma das obras nacionais pioneiras criadas com auxilio do computador.

 Entre as peças de câmara de Ricardo, agrada-me muito Light and Shadows (1988), dedicada a mim, e estreada na Califórnia. Foi incluída no Panorama da Música Brasileira Atual de 1992, onde foi recebida com muitos aplausos. O autor já havia experimentado em Texturas, para duas harpas, e em Transparências (ambas de 1987), para vibrafone e piano, a expressão musical de elementos plásticos e obteve então uma bem realizada representação musical de grandezas visuais de luzes e sombras.
Tacuchian vem usando ultimamente em sua obra o sistema T, uma técnica de controle de alturas inventada por ele próprio. A partir de 1990, vem escrevendo nesse sistema, que se consolidou na peça Giga Byte (1994), para 14 sopros e piano obbligato, estreada no Rio de Janeiro no mesmo ano e depois reapresentada na Bienal de 1997. Saliento também Terra aberta (1997), para soprano e orquestra, de belo efeito vocal. Foi encomenda da Prefeitura carioca para comemorar a visita do papa João Paulo II ao Rio de Janeiro e já está gravada em CD em selo Rio-Arte (OSB, Ruth Staerke, soprano e Roberto Tibiriçá, regente).

 Sobre os trabalhos mais recentes de Tacuchian, lembro o Quarteto de Cordas nº 3 (1983), composto em Bellagio, lago de Como, Itália, a convite da Fundação Rockefeller, e estreado em Milão com muito agrado, e o Quarteto de Cordas nº 4, escrito e estreado em 2011, na XIX Bienal de Música Brasileira Contemporânea. Em 2000 escreveu a Toccata Sinfônica, interpretada pela OSESP, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, pela Sinfônica do Paraná e pela orquestra da Petrobras-Pró Música. Em Curitiba foi homenageado pela Escola de Música e Belas Artes e pela Universidade Federal do Paraná.

 Em 2002, escreveu Três Cantos de Amor sobre poemas de Carlos Drummond de Andrade e apresentados em Bayreuth, Viena, Berlim e Londres. No ano seguinte, Ricardo compôs Assim contava o Baiá, uma cantata para barítono, piano, flauta, celo e percussão. Ela foi apresentada pelo Bremen Ensemble em várias capitais europeias, além de Belém e Manaus.

 Entre as suas obras mais importantes dos últimos anos, saliento o Concerto para violão e orquestra, encomendado por Turíbio Santos e por ele estreado e gravado em 2010 (versão para cordas). Na versão para orquestra sinfônica, veio a ser estreado por Dimitri van Halderen, em 2011, na Espanha. Lembro ainda Biguás, para orquestra, encomenda da Petrobras para o grande concerto comemorativo dos 50 anos do falecimento de Villa-Lobos. Biguás foi estreada na Sala Cecília Meireles em 20 de novembro de 2009 (Orquestra Petrobras Sinfônica, regida por Ricardo Rocha);. Recordo também O Filho da Floresta (2007), para soprano e orquestra, estreada na XVIII Bienal de Música Contemporânea do Rio de Janeiro, em 2009, pelo maestro Ernani Aguiar e o soprano Veruschka Mainhard com a orquestra sinfônica da UFRJ.

  Tacuchian, que já teve sua obra apresentada na Rússia, Armênia e em praticamente todos os paises da Europa e, nas Américas, participou de importantes Festivais Internacionais, tanto na Europa como nos Estados Unidos e América Latina. Escreveu ainda para orquestra sinfônica (com ou sem solistas) Toccata Sinfônica (2000), Fanfarra Campesina (2005), Filho da Floresta (2007),e Le Tombeau de Aleijadinho (2011). Saliento entre suas mais recentes obras a Sinfonia das Florestas (2012),estreada na Espanha, obra de grandes proporções, para orquestra sinfônica e soprano solo, em quatro movimentos: 1. Amazônia; 2- Cerrado; 3- Queimadas; e 4- Mata Atlântica.

 Ricardo acredita que a criação musical deve conciliar elementos racionais com elementos subjetivos do compositor. Ele é um compositor de repertório e não uma “glória de festival”, como se contentam alguns de seus colegas. . Talvez por isso é que, aos setenta e cinco anos de idade, é um dos autores mais frequentemente interpretados no Brasil e no exterior.e um dos maiores compositores brasileiros contemporâneos. Sua discografia alcança 72 itens, em cerca de 36 CDs, gravados no Brasil e nos EE.UU., sendo quatro deles exclusivamente dedicados à sua obra. Sua discografia em vinil também é expressiva.

 Ricardo já se alçou definitivamente ao primeiro nível dos compositores brasileiros modernos e presidiu duas vezes a Academia Brasileira de Música, fazendo duas administrações exemplares. Conheço-o há muitos anos e sei que ele nos dará uma excelente contribuição. Recebeu o título de Ex-aluno Ilustre do Colégio Pedro II, concedido pelo Conselho Superior e pelo Reitor daquele venerando educandário. É um homem culto, educado, afável, que certamente terá uma convivência muito agradável com seus novos colegas da nossa Academia.

 Maestro Ricardo Tacuchian: venha integrar a bancada nova da nossa entidade e se empenhe em renová-la, fortalecê-la e honrá-la. A Academia Brasileira de Arte muito espera de sua colaboração. Seja benvindo !

(Saudação feita pelo acadêmico Vasco Mariz a 26 de maio de 2014, na sala de eventos da Academia Brasileira de Música)


HALLEL LONDRINA 2014

Acolhida a imagem de Nossa Senhora, módulos com palestras, testemunhos, peças teatrais, shows com grupos cristãos nacionais e a Santa Missa.

As dependências do Parque de Exposições Ney Braga ficarão repletas de pessoas no dia 1º de junho (domingo), quando será realizado o Hallel Londrina 2014, com início às 8h indo até às 22h. O tema deste ano é “O Amor Tudo Vence”. São esperados 100 mil participantes.

O evento Hallel Londrina é gratuito. A organização pede que as pessoas colaborem doando 1 kg de alimento não perecível ou uma fralda geriátrica, que serão encaminhados para Caritas de Londrina que fará a distribuição para as entidades de Londrina e região.

Está já é a oitava edição do Hallel em Londrina, que teve início em Franca (SP- 1988) e já se espalhou por outras cidades brasileiras.

O evento católico, marcado pela evangelização, através da música, vai reunir diversas bandas do Brasil, além de DJs e pregadores.

Cerca de duas mil pessoas estão envolvidas na organização do Hallel Londrina, que terá dois palcos, ambulatório médico, praça de alimentação, banheiros químicos, estrutura de segurança, entre outros.
O Hallel começa às 8h com a oração de Cura e Libertação, conduzida por Ádima, Pe. Ademar Lorrenzzetti e Pe. Luiz Senigália.

VILA CULTURAL ALMA BRASIL PROMOVE OFICINA COM O COMPOSITOR TIÃO CARVALHO

O cantor e compositor maranhense Tião Carvalho vem a Londrina para ministrar uma oficina de bumba-meu-boi dentro do Projeto Quizomba, a partir de quinta (29), às 20h, na Vila Cultural AlmA Brasil (R. Mar del Plata, 93).

 A oficina é uma parceria entre o Coletivo Quizomba, AlmA Brasil e grupo de bumba-meu-boi Estrela da Vila. Informações: 3326-2672.

PARANÁ PERDE FOLCLORISTA E COMPOSITOR INAMI CUSTÓDIO PINTO

O músico, pesquisador, folclorista e compositor Inami Custódio Pinto faleceu na manhã desta terça-feira (27) em Curitiba.

Nascido em 1930, Inami dedicou a vida ao registro de tradições culturais, ritmos, danças, músicas e marcas da identidade da cultura paranaense.

Inami se formou na Faculdade de Artes do Paraná (FAP) e logo se tornou a maior referência no estado ao pesquisar e publicar trabalhos sobre os indígenas e a coletividades que conservam a memória de mitos, lendas, superstições, crenças, tabus e onde ocorrem manifestações de danças, autos, poesias, além do cultivo de artesanato.

Nas pesquisas voltadas ao folclore paranaense, ele desenvolveu trabalhos sobre figuras relevantes para a história do estado, como a gralha azul, fandango e música folclórica. Fez suas primeiras pesquisas no litoral paranaense por meio de contato com pescadores e nativos das ilhas da região e realizou os primeiros registros em áudio e vídeo do fandango paranaense.

No meio acadêmico, ministrou aulas da disciplina de “Folclore”, na Faculdade de Educação Musical do Paraná e na Faculdade de Artes do Paraná. Inami foi também presidente da 1ª Jornada de Debates sobre o Folclore Nacional.

Como compositor, Inami criou de mais de 200 músicas em diversos ritmos, incluindo a famosa canção “Gralha Azul”. Muitas de suas músicas foram gravadas por artistas, como Ary Fontoura, Odelair Rodrigues e Os Calouros do Ritmo.

PALCOS MUSICAIS TEM VIOLA E PIANO, AMANHÃ EM LONDRINA

Duo de viola e piano com Jairo Chaves e Irina Ratcheva. Quinta (29), às 20h30 no Teatro Crystal Palace (R. Quintino Bocaiúva, 15, fone: 3315-1515). Ingressos a R$20 e R$10 (meia entrada) à venda no Café Royal Londrino (fone 3027-1050), junto ao Hotel Crystal.
O programa inclui Paul Hindemith, Johann Sebastian Bach (1685-1750), com Sonata em Sol menor para viola e piano (BWV 1029); Henri Vieuxtemps (1820-1881), com Elegia para viola e piano (Op. 30); Heitor Villa-Lobos (1887-1959), com Ária (Cantilena) da Bachianas Brasileiras nº 5; e Efrem Zimbalist, com Tango da Suíte Sarasateana.

terça-feira, 27 de maio de 2014

TEATRO: GRALHA AZUL ABRE INSCRIÇÕES

O Centro Cultural Teatro Guaíra (CCTG) lançou o edital para o Troféu Gralha Azul deste ano, no qual podem concorrer companhias e grupos profissionais de teatro. As inscrições já podem ser feitas e prosseguem até 21 de outubro pelo site abaixo:

http://www.teatroguaira.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=944

O Concurso de Seleção e Concessão do Prêmio Troféu Gralha Azul está em sua 35ª edição. Trata-se de premiação realizada todos os anos para homenagear os profissionais do teatro paranaense que mais se destacarem no ano, em parceria com o Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões no Estado do Paraná (Sated) e com o Sindicato dos Empresários e Produtores de Espetáculos e Diversões do Estado do Paraná (Seped).


O Gralha premia 14 categorias, além de conceder o Prêmio Especial a um profissional “pela expressiva contribuição ao teatro” como artista ou técnico ou ainda por relevante contribuição na militância político-cultural em favor dos interesses da classe; e o prêmio Técnico do Ano, para o destaque em função técnica. Esses dois prêmios são definidos em assembleia das entidades promotoras.

Um corpo de jurados define os melhores nas categorias texto original, cenário, figurino, composição musical, sonoplastia, iluminação, ator e ator coadjuvante, atriz e atriz coadjuvante, direção de espetáculo para crianças, direção, e os melhores espetáculos para adultos e para crianças.

A comissão julgadora deste ano é formada pelos profissionais de teatro: Fernando Cardos, Regina Razzolini, Wellington Silva, Nei Mendes, Alitheia Karla, Cristovão de Oliveira, Jader Alves, Loreci Ferreira, Janaina Matter, Daniel Valenzuela, Jeff Bastos, Franklin de Albuquerque, Ricardo Westphalen, Edson Bueno e Fernando Klug.


COORDENAÇÃO DO VII PRÊMIO ELOGIA SUSTENTABILIDADE DO BATUQUE NA CAIXA


"O batuque na caixa tem um importante impacto positivo e por isso deve ser reconhecido pelos resultados alcançados.

Trabalha dois temas críticos da sustentabilidade: a educação e a cidadania!"

Coordenação do VII Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável, Janeiro de 2014

27.º Festival Universitário da Canção de Ponta Grossa

Tem início amanhã a 27.ª edição do tradicional Festival Universitário da Canção (Fuc), em Ponta Grossa, nos Campos Gerais.

Músicos de nove estados brasileiros subirão ao palco do Cine-Teatro Ópera, no Centro da cidade, para defender suas canções e concorrer a prêmios que chegam a R$ 6 mil (para o grande vencedor).

 A final acontece no sábado, 31, e o cantor Rubens Daniel – um dos finalistas do The Voice Brasil 2013 – faz o show de encerramento.

27.º Festival Universitário da Canção

Cine-Teatro Ópera – Ponta Grossa (R. XV de Novembro, 458, Centro), (42) 3901-1591. De 28 a 31 de maio, às 20 horas. R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada), de quarta a sexta-feira; R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada), no sábado. Mais informações em www.uepgcultura.com.br/fuc.

III SIMPÓSIO DE COMUNICAÇÃO POPULAR E COMUNITÁRIA, NA UEL

As inscrições estão abertas para o 3° Simpósio de Comunicação Popular e Comunitária. O evento será nos dias 14 a 16 de agosto, na Universidade Estadual de Londrina. O tema abordado será "Comunicação Popular e Comunitária como estratégia para a construção de uma nova hegemonia".

O evento é promovido pelo Núcleo de Pesquisa e Comunicação Popular da UEL, na programação haverá mesas-redondas, oficinas de arte e comunicação, atividades culturais e relatos de experiência.

Mais informações, ligar no telefone 43.3371-4328, pelo e-mail ncp@uel.br, ou site http://www.ncplondrina.com.br

FIEP DEFENDE REFORMA TRIBUTÁRIA NA REGIÃO DE LONDRINA

Lutar por reformas tributárias e na legislação trabalhista. São essas as duas principais reivindicações das lideranças industriais consideram prioritárias para a região de Londrina.


As definições foram feitas, na última sexta-feira, em Arapongas, durante o quinto encontro de Construção da Agenda da Indústria, promovido pela Federação da Indústria do Estado do Paraná (Fiep).

 A intenção da entidade é compilar todas as reivindicações do setor para apresentá-las aos candidatos a presidente, governador, senador, deputados estaduais e deputados federais.

É importante lembrar que o esporte, a cultura e projetos ambientais podem ser beneficiadas por empresas que cumprem as obrigações tributárias.

EXPO SAMBA ABRE INSCRIÇÕES EM 16 DE JUNHO

A mostra Exposamba São Paulo 2014, festival que incentiva e premia novas composições de samba, divulgou ontem (26) as regras para participação e inscrições do evento.

Serão apenas 800 vagas nesta edição. Neste ano, haverá uma novidade: o público vai ajudar a escolher as composições vencedoras pela internet. O festival poderá render gravação das melhores composições.

As inscrições serão abertas em 16 de junho através do site www.fabricadosamba.com. Para participar, os candidatos terão de enviar um vídeo de até 5 minutos para a produção do festival.

De acordo com a organização, além do vídeo, os candidatos devem gravar um arquivo de áudio (mp3) e disponibilizar as letras das músicas e o tom que o intérprete necessita para cantar. Cada compositor pode enviar até dois sambas para o concurso.

A Exposamba reuniu no ano passado 1.200 sambistas e distribuiu mais de R$ 200 mil em prêmios.
Mais informações podem ser encontradas ainda nesta segunda-feira no site do evento: http://www.saopauloexposamba.com.br/

EDUCAÇÀO MUSICAL NA PAUTA DO FESTIVAL DE MÚSICA DE LONDRINA

O I Encontro do Fórum permanente de formação de professores de música e o I Encontro nacional do PIBID Música serão realizados neste fim de semana em Londrina, nos dias 30 e 31, como eventos de pré-lançamento do Festival de Música de Londrina, que será realizado entre os dias 6 e 19 e julho em sua 34ª edição.

Os encontros ocorrem no Teatro Crystal Palace (R. Quintino Bocaiúva, 15).

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site

abemeducacaomusical.com.br/foruns/foruns_pibid.asp


A programação envolve mesas-redondas sobre educação musical e apresentações do projeto Um canto em cada canto e do Duo Clavis (Mateus Gonsales e José Marcello Casagrande).

segunda-feira, 26 de maio de 2014

GALERIA TEMPLON RECEBE NORBERT BISKY

Norbert Bisky nasceu em Lípsia, Alemanha em 10 de Outubro de 1970.

O pintor estudou entre 1994 e 1999 na Universidade de Artes de Berlim (Universität der Künste Berlin) na classe de Georg Baselitz, na qual fez o seu mestrado.

Também participou em 1994 e 1995 na Academia de Verão de Salzburgo na classe de Jim Dine.

As suas obras são influenciadas pelo realismo socialista, o qual era a arte oficial da RDA. Recentemente tem mudado para temas mais obscuros e dramáticos, como desastres, doenças e decapitações, mantendo contudo o seu estilo.

As figuras nas suas obras encontram-se em muitos dos casos flutuando ou caindo sem algum eixo gravitacional aparente. O tumulto que as envolve é marcado pela sinergia de indícios de ideologia cristã, história da arte, cultura gay, pornografia e visões apocalipticas. Bisky transmite nas suas telas uma impressão de instabilidade que reflectem as circunstâncias da sociedade actual.

A sua exposição Paraisópolis (2013) tem como base uma série de pinturas maioritariamente abstractas com ênfase na política cultural do Brasil, país pelo qual já desde criança se interessa e que para ele representa o completo oposto da Alemanha.

Também em 2013 produz a cenografia para o bailado Masse, um projecto do Ballet Estatal de Berlim realizado no Clube de Tecno Berghain. Ele abre exposição na Galeria Templon em 7 de junho, indo até 25 de julho.




Mais sobre o artista:
www.norbertbisky.com

 


www.norbertbisky.com/biography

 


www.de.wikipedia.org/wiki/Norbert_Bisky

 


www.youtube.com/watch?v=13_abHpwttc

Templon: www.danieltemplon.com

YAYOI KUSAMA ATÉ JULHO NO INSTITUTO TOMIE OHTAKE

 
 
Com curadoria de Philip Larratt-Smith e Frances Morris, a exposição reúne pinturas, esculturas, vídeos, trabalhos em papel e grandes instalações de Yayoi Kusama, oferecendo um extenso panorama do trabalho de uma das artistas mais inventivas do pós-guerra.
DE 22 MAIO A 27 JULHO 2014

FUTEBOL E ARTE NO INSTITUTO TOMIE OHTAKE

 
A exposição, que tem curadoria de Hélio Campos Mello, reúne fotografias e vídeos que convidam a uma imersão cativante no universo do futebol brasileiro. Pontuando a mostra, conteúdos relativos à história da arte brasileira propõem relações entre o futebol e a arte.
DE 16 MAIO A 22 JUNHO 2014
 
 

EDITAIS PARA PROJETOS CULTURAIS E CONCURSOS LITERÁRIOS


a) Indicações de personalidades para a Ordem do Mérito Cultural 2014, prêmio promovido pelo Ministério da Cultura

Até 30 de junho


www.cultura.gov.br

omc2014@cultura.gov.br

b) Convocatória nacional para projetos com crianças e adolescentes Criança Esperança 2014

Até 30 de maio


www.criancaesperanca.com.br

 

c) Boticário na Dança

Até 15 de junho


www.boticario.com.br/danca

 

d) Petrobrás Esporte & Cidadania

A transversalidade proposta pelo edital chega a cultura educação, gênero e racial

Até 14 de julho


www.petrobras.com.br/ppec2014

e) Edital Saraiva 100 anos Música e Literatura

Até 31 de maio


www.premiosaraiva.com.br

 

f) Prêmio Lila Ripoll 2014

Até 30 de maio


www.al.rs.gov.br

g) VIII Prêmio Clipp

Até 31 de maio


www.culturapp.com.br

 

h) IV Concurso de Micro-Contos

Info: microcontos@piracicaba.sp.gov.br

 

 

 

LISTA DE PROJETOS SELECIONADOS NO ITAÚ CULTURAL 2014



Nesta segunda-feira, dia 26 de maio, os selecionados no Rumos Itaú Cultural 2013-2014 foram apresentados à imprensa, na sede do Itaú Cultural, em São Paulo.

A equipe de 19 pessoas que realizou a seleção final dos projetos passou, pelo menos, 60 horas reunida, lendo conjuntamente e discutindo o material para chegar ao número final. No total, foram mais de 15 mil inscritos, somando propostas do Brasil e do exterior.

Os projetos selecionados abrangem as cinco regiões do país, além de uma cidade argentina e uma cidade espanhola. A grande novidade do Rumos 2013-2014 foi abrir a possibilidade de misturar áreas de expressões artísticas nas propostas e também dar liberdades antes impossíveis em editais tradicionais.

Conheça os selecionados abaixo, listados em ordem alfabética de acordo com o nome do projeto:

Acampamento Provisório / Prod.art.br (oficinas, seminários, encontros e similares; produção de obra; publicação; residência) – São Paulo/SP

Acervo Lucio Costa / CLC (circulação de repertório; documentação; finalização de projetos; pesquisa) – Rio de Janeiro/RJ

Agora Eu Posso Ver! / Tropa Trupe (finalização de projetos) – Natal/RN

Aisthesis / Giselle Rodrigues de Brito (oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa) – Brasília/DF

Almofada de Penas / Joseph Specker Nys (produção de obra: curta-metragem) – Florianópolis/SC
As Aventuras de Pistolino / Luís Gustavo Ferraz Rodrigues (produção de obra: documentário) – Rio de Janeiro/RJ

Até o Caminho / Tokyo Filmes (produção de obra: longa-metragem) – Porto Alegre/RS
A Visão dos Vencidos / Aroeira (documentação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa) – São Paulo/SP

Bonecas Quebradas / Bonecas Quebradas Produções Artísticas Ltda (produção de obra: espetáculo teatral) – Rio de Janeiro/RJ

Bulas – Descritivo de montagem de toda a obra de Nuno Ramos / Nuno Alvares Pessoa de Almeida Ramos (circulação de repertório; documentação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; publicação) – São Paulo/SP

Burla: Divergências, Contrastes e Outros Carnavais / Giorgia Barbosa da Conceição Saidel (articulação; oficinas, seminários, encontros e similares; produção de obra; residência) – São José dos Pinhais/PR

Caleidoscópio – Curta-metragem, ficção, em formato digital / Natanael Portela de Souza (produção de obra: curta-metragem) – Tianguá/CE

Casarão de Ideias: Um Lugar para Todas as Artes / Casarão de Ideias (articulação; documentação; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; publicação; residência) – Manaus/AM

CD Casa Aberta, de Janaína Fellini / Obixo Produção Cultural (produção de obra: CD) – Curitiba/PR
Código Revista – Digitalização das revistas Código / Daniel Scandurra (circulação de repertório; desenvolvimento de plataformas e softwares; produção de obra; publicação; crítica) – São Paulo/SP

Como Rasurar a Paisagem / Mayra Martins Redin (produção de obra: cadernos de campo e de trabalho, livro com a produção escrita da residência e videodocumentário; residência) – Rio de Janeiro/RJ

Conexão Dança – Encontro/Habitação / Erivelto Viana Pinto (circulação de repertório; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; residência) – São Luís/MA

Construção de um Observatório do Impacto Cultural do Brasil no Exterior Através das Feiras Internacionais do Livro / Maria Carmen Del Villarino Pardo (pesquisa) – Santiago de Compostela/Espanha

Dança que Ninguém Quer Ver / Associação Gira Dança (produção de obra: obra coreográfica; residência) – Natal/RN

Descobrindo o Acervo Musical de Octávio Dutra / Guarujá Produções (documentação; publicação) – Porto Alegre/RS
Desenvolvimento do game Huni Kuin: Os Caminhos da Jiboia / Guilherme Pinho Meneses (desenvolvimento de plataformas e softwares; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa) – São Paulo/SP

Diário de Férias / Juliana Serfaty (circulação de repertório; desenvolvimento de produto; pesquisa; produção de obra: blog) – Rio de Janeiro/RJ

Dispositivo Móvel para Ações Compartilhadas / VFilmes BH (articulação; oficinas, seminários, encontros e similares; produção de obra: equipamento cultural móvel; residência) – Belo Horizonte/MG

Ecom – Escola de Cinema Olhares da Maré / Associação Redes de Desenvolvimento da Maré – Redes da Maré (circulação de repertório; desenvolvimento de produto; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; produção de obra: documentários de curtas-metragens; publicação) – Rio de Janeiro/RJ

El Redescubrimiento de América Latina / Ilsom Cavalcanti da Silva Barros (circulação de repertório; documentação; pesquisa) – João Pessoa/PB

Ela Volta na Quinta / Filmes de Plástico (finalização de projetos) – Belo Horizonte/MG

Experimento em Animação / João Angelini Mota Campos (produção de obra) – Brasília/DF

Festival Comida de Favela / Shirley da Luz Villela (formação; oficinas, seminários, encontros e similares) – Rio de Janeiro/RJ

Gravação do CD e a turnê de Mama Kalung, novo trabalho de Virgínia Rodrigues / Anamaria Domingues de Gouvêa (circulação de repertório; produção de obra) – Salvador/BA

Guerrilheiras / Gabriela Almeida Carneiro da Cunha (articulação; desenvolvimento de produto: espetáculo teatral) – Rio de Janeiro/RJ

Hip-Hop Cozinha: Cartografia para Comer, Ver e Ouvir / Zinho Trindade (desenvolvimento de produto: vídeo digital para web; publicação) – Embu/SP

Homenagem a Matta-Clark / Alice Filmes (finalização de projetos: filme curta-metragem) – Rio de Janeiro/RJ

Hugo Linns – A Solidão do Sol em Cinzas do Ar – Viola Nordestina / Hugo Leonardo Mora Lins (produção de obra: composições) – Recife/PE

Imagens Expandidas / Julia Grillo Botafogo (oficinas, seminários, encontros e similares) – Rio de Janeiro/RJ

Incubadora DoSol / Associação Cultural DoSol (articulação; circulação de repertório;

desenvolvimento de plataformas e softwares; desenvolvimento de produto; documentação; formação; produção de obra) – Natal/RN

Inservíveis ou Da Inutilidade das Coisas Deste Mundo e de Outros / Lorhaynna Araújo de Lima (circulação de repertório; pesquisa; residência) – Rio Branco/AC

Janela de Dramaturgia – Volume I e II / Sara Abreu Pinheiro e Silva (publicação) – Sete Lagoas/MG

Jardim de Passagem / Teresa Maria Siewerdt (produção de obra) – Rio do Sul/SC

Koellreutter 100 Anos: Música, Ensino e Memória / Fundação Koellreutter (desenvolvimento de plataformas e softwares; documentação; pesquisa; publicação) – São João Del Rei/MG

Laboratório Clowns / Clowns de Shakespeare (articulação; desenvolvimento de produto; documentação; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; publicação; residência) – Natal/RN

Linha Única / João Luís Anzanello Carrascoza (nenhuma das modalidades) – São Paulo/SP

Luthiers do Cariri Cearense / Márcio Mattos (publicação) – Crato/CE

Marcos Faerman, Reportagens Literárias / Laura Tafarel Faerman (circulação de repertório; documentação; formação; pesquisa; produção de obra: website; publicação) – São Paulo/SP

Marzipan na Sala / Palco Imagem (produção de obra: espetáculo de teatro-dança) – São Paulo/SP

Memória da Censura no Cinema Brasileiro 1964-1988 – Estúdios Cinematográficos e Cinema Independente / Recordar (documentação) – Rio de Janeiro/RJ

Michel Arnoult Arte, Cultura e Design 1952-2003 / Annick Paulo de Freitas Arnoult (publicação) – São Paulo/SP

Moviola / MarcioRodrigues Ambrosio (produção de obra: instalação interativa/escultura) – São Paulo/SP

Músicas Del Sur 2014: “¿Arte la Patria Grande? / Carlos Maria Villalba (circulação de repertório; produção de obra; residência) – Caba/Argentina

Mutum – Mostra de Música Instrumental e Culturas Populares do Tocantins / Diego Silva Brito (circulação de repertório; oficinas, seminários, encontros e similares) – Palmas/TO

Na Esquina – Itinerante Minas / Pedro Gonçalves Guerra (circulação de repertório) – Belo Horizonte/MG

Na Tela Rútila das Pálpebras / Josely Maria Biscaia Vianna Baptista (pesquisa; produção de obra; publicação) – Florianópolis/SC

Nelson da Rabeca e Thomas Rohrer: Tradição Improvisada / Thomas Rohrer (circulação de repertório; oficinas, seminários, encontros e similares) – Maceió/AL

Núcleo de Pesquisas Teatrais – Encontros Possíveis 2014 / Tatiana Mendes Horevicht (articulação; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa) – Cuiabá/MT

O Cais da Última Utopia / Pedro Damasceno França (finalização de projetos; produção de obra) – São Paulo/SP

O Corpo, a Imagem e Seus Efeitos – Uma Intersecção entre Dança e Fotografia / Leandro Berton (pesquisa; produção de obra) – São Paulo/SP

O Corte / Cecilia Cipriano (finalização de projetos; produção de obra) – Rio de Janeiro/RJ

O Enigma Orides / Gustavo de Castro e Silva (publicação) – Taguatinga/DF

O Obscuro Fichário dos Artistas Mundanos / Boa Hora (desenvolvimento de plataformas e softwares; desenvolvimento de produto; documentação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; produção de obra; publicação; crítica) – Recife/PE

O Que É Dança Contemporânea? / Thereza Cristina Rocha Cardoso (publicação) – Fortaleza/CE

Orquestra Brasileira de Fotografia / Jaraguá Produções (desenvolvimento de plataformas e softwares; desenvolvimento de produto; produção de obra: música e vídeo; publicação) – Olinda/PE

O Século de Camus – Novos Escritores de Lucia Miguel Pereira / Graphia (produção de obra) – Rio de Janeiro/RJ

Paralelo 34 / Fábio Márcio Alkmin (desenvolvimento de produto: roteiro para longa-metragem) – São Paulo/SP

Patrimônio Azulejar em Belém/PA – Narrativa Multimídia em Realidade Aumentada por Dispositivos Móveis / Bianchi Serique Meiguins (desenvolvimento de plataformas e softwares) – Belém/PA

Ponto BR / Marcelino Juvêncio Freire (oficinas, seminários, encontros e similares) – São Paulo/SP
Posição Amorosa: Livro Referência de Hudnilson Jr. / Oiya Projetos Culturais (publicação; crítica) – São Paulo/SP

Práticas Contemporâneas da Teoria do Mover-se (ou 10 Diálogos sobre Situações de Errância) / Michelle Farias Sommer (articulação; desenvolvimento de produto: publicação; documentação; formação; pesquisa; publicação; crítica) – Porto Alegre/RS

Precisa-se do Presente / Bernadete de Lourdes Guerreiro Reale (documentação; formação; pesquisa; produção de obra; publicação; crítica) – Belém/PA

Projeto Escola de Dança de Paracuru – Formação, Programação, Manutenção e Difusão Cultural / Escola de Dança de Paracuru (articulação; circulação de repertório; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; residência) – Paracuru/CE

Projeto Janelas do Minhocão / Iarlei Rangel Leal Sena (circulação de repertório; finalização de projetos; oficinas, seminários, encontros e similares; produção de obra) – São Pedro/SP

Projeto Mundano – Livro, Exposição de Rua e Performances / Eleonora Batista Fabião (articulação; circulação de repertório; documentação; pesquisa; produção de obra: livro; publicação) – Rio de Janeiro/RJ

Protocolo Elefante / Cena 11 (articulação; formação; pesquisa; produção de obra; residência) – Florianópolis/SC

Psicose / Gisela de Luca Nogueira da Motta (produção de obra: videoinstalação) – São Paulo/SP
PWS – Jingdezhen/CH / Laerte Ramos (articulação; circulação de repertório; formação; pesquisa; produção de obra; residência) – São Paulo/SP

Qorpo Santo – Três Linguagens / Nina Rosa Ruski Augusto Sa (articulação; desenvolvimento de produto; pesquisa) – Curitiba/PR

¿Qué Hacíamos en 1985?: Caminos de Jovenes Creadores Latinoamericanos – [pH2]: Estado de Teatro com Lagartijas Tiradas ao Sol e La Maldita Vanidad / Paola Lopes Zamariola (articulação; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; produção de obra; residência) – São Paulo/SP

Real – Uma Revista Política / Grupo Espanca! (circulação de repertório; produção de obra) – Belo Horizonte/MG

Residência Artística Brasil-Bélgica / Nicole Félix Rodrigues (residência) – Campo Grande/MS
Residência Artística de Moda Casa Juisi / Casa Juisi (residência) – São Paulo/SP

Residência Artística em Arraias – Formação para o Teatro de Rua / Palmas Ativa (oficinas, seminários, encontros e similares; residência) – Palmas/TO

Revelando Acervos – Fundação Vera Chaves Barcellos / Fundação Vera Chaves Barcellos (documentação; finalização de projetos; pesquisa; publicação) – Porto Alegre/RS

Roda Popular (Encontro dos Grupos de Cultura Popular do Território Velho Chico) / Vania Nunes Nogueira (articulação; circulação de repertório; formação; oficinas, seminários, encontros e similares) – Ibotirama/BA

Rua Fulano de Tal / Caroline Neumann (circulação de repertório; produção de obra: site e documentário) – Mauá/SP

Sarau do Binho / Robinson de Oliveira Padial (articulação; circulação de repertório; desenvolvimento de produto: livro; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; publicação) – São Paulo/SP
6 Modelos para Jogar / Bárbara Virgínia Denadai Fontana (pesquisa; produção de obra: espetáculo; residência) – Rio de Janeiro/RJ

Seminário Brasileiro de Improvisação Musical / Base Cultural Produções Artísticas (articulação; oficinas, seminários, encontros e similares) – Florianópolis/SC

Sete Estrelas do Grande Carro / Teatro Máquina (formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; produção de obra; publicação) – Fortaleza/CE

Sim, Somos Bizarr@s! / Ricardo Marinelli Martins (articulação; circulação de repertório; desenvolvimento de plataformas e softwares; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa) – Pinhais/PR

Sketchument: Ambiente de Experimentação para Criação de Instrumentos Musicais Digitais / Filipe Carlos de Albuquerque Calegario (desenvolvimento de plataformas e softwares; finalização de projetos) – Recife/PE

Tango / Francisco Benvenuto Gusso (desenvolvimento de produto; produção de obra: curta-metragem de animação 2D) – Curitiba/PR

Teatro de Objetos: Desumanização nas Grandes Cidades / Sandra Juanita Vargas Erceg (formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; produção de obra: espetáculo; residência) – São Paulo/SP

Teatro de Rua no Brasil / Noeli Turle da Silva (Licko Turle) (desenvolvimento de produto; documentação; pesquisa; publicação) – Teresópolis/RJ

3º Encontro Questão de Crítica / Danielle Avila Small (oficinas, seminários, encontros e similares) – Rio de Janeiro/RJ

tranS(obre)por / Marcelo Armani (oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; residência) – Canoas/RS

3NÓS3 – Intervenção Urbana / Mario Celso Ramiro de Andrade (produção de obra: livro; publicação) – São Paulo/SP

Trilhas Musicais de Moacir Santos para o Cinema Brasileiro: Publicação de Partituras Transcritas / Lucas Zangirolami Bonetti (publicação) – São Paulo/SP

Tubo de Ensaio. Composição [Interseções + Intervenções] / Jussara Janning Xavier (articulação; documentação; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; publicação; crítica) – Florianópolis/SC

Tudo Está Relacionado / Andre Penteado (circulação de repertório; finalização de projetos; produção de obra) – São Paulo/SP

Um Homem de Teatro “Enduendado”: A Trajetória Política e Artística de João das Neves / Natália Cristina Batista (desenvolvimento de produto; pesquisa; publicação) – Ibirité/MG

Um Porto para as Artes no Porto do Capim / Grupo Ser Tão Teatro (articulação; circulação de repertório; documentação; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; crítica) – João Pessoa/PB

Um Vidro sob Minha Pele / Moara Rossetto Passoni (finalização de projetos: documentário) – São Paulo/SP

Una Shubu Hiwea – Livro Escola Viva / Dantes (articulação; desenvolvimento de plataformas e softwares; documentação; finalização de projetos; formação; oficinas, seminários, encontros e similares; pesquisa; produção de obra; publicação; residência) – Rio de Janeiro/RJ

Viagem Solitária / Maria João Filmes (produção de obra: roteiro para longa-metragem) – São Paulo/SP

Voz | Voice / Crescenti Fotografia Cinema e Arte, Ltda (produção de obra: escultura cinética) – São Paulo/SP

Warakdzã – Conexões Culturais e Midiáticas no Sertão do Cariri / Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri (articulação; formação; oficinas, seminários, encontros e similares) – Nova Olinda/CE

XI ENCONTRO DO FÓRUM DE EDUCAÇÃO ÉTNICO-RACIAL DO PARANÁ

 
 A cerimônia de abertura do seu XI Encontro será às 19h do dia 29 de maio de 2014, no Auditório Gralha Azul, UNESPAR – Campus Apucarana/PR , à Av. Minas Gerais, 5021

AULA DE MÚSICA ON LINE E GRATUITA COM FÁBIO CAMPOS

Olá, como vai?
Desde o ano passado, tive a oportunidade de conhecer e aprender algumas tecnologias de comunicação online bem legais.

E é por isso que eu vim aqui te falar: Vou dar uma Aula Online e Gratuita, pra quem quiser aprender uma música. Vai ser uma música da Legião Urbana, nessa próxima 5a. feira, dia 29/05 às 20:00 hs.

Pra você SE INSCREVER e Poder Acompanhar essa Aula ao vivo, podendo inclusive perguntar para mim NA HORA, basta acessar http://6794a94c.dotests.com/
                        

Vou te ensinar nessa aula alguns fundamentos que vão te permitir entender como funciona uma cifra para violão e você, mesmo que não toque ainda ou não tenha um violão, vai poder aprender.

Vai ser assim: Você fica de um lado com o seu Violão (ou apenas acompanhando a aula, mesmo) e eu do outro lado mostrando como se faz, com gráficos, ilustrações e imagens TUDO AO VIVO!

Isso vai permitir que você, no final da aula, tire suas dúvidas na hora mesmo, online, esteja você onde estiver, em Minas Gerais, no Nordeste ou no Norte. E até fora do país... Que tal?

Como a aula será gravada você poderá, depois, rever quantas vezes quiser, mas para isso terá de se inscrever na lista de inscrição. E lembre-se, eu vou ensinar uma música da Legião Urbana que eu sei que você conhece, vai ser nessa próxima 5a. feira, dia 29/05 às 20:00 hs.,
Inscreva-se, clicando http://6794a94c.dotests.com/


Nos vemos na Aula, então?
Um Abraço Forte,
do Fabio Campos

ps. Esse ano eu tive a sorte de oferecer aulas gravadas a mais de quatrocentas pessoas, e pra mim foi uma oportunidade incrível ver como pessoas que tiveram essa chance pela 1a. vez, puderam desenvolver-se ao instrumento. Eu acredito mesmo que aprender um instrumento possa ser uma oportunidade incrível de desenvolvimento da sensibilidade. Te convido a experimentar!

pps. E se você por acaso preferir aprender outro grupo ou tipo de música, não se preocupe, apenas tente acompanhar a aula... Aproveita e vai sugerindo novas músicas para eu ensinar em uma nova aula, quem sabe Rauul? rs...

ppps. Aproveitando essa deixa, se você achar que vale à pena, Encaminhe esse Email para Amigos que possam se interessar por aprender uma música nessa aula!

http://6794a94c.dotests.com/