segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Drummond, nasceu em 31/10/1902, há 109 anos



Nelson Cavaquinho, o mestre do samba triste, 100 anos em 29/10



RPC, 51 anos no Paraná ( 29/10)



Estátua da liberdade, 125 anos, em 28/10



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Curta londrinense premiado na MUV



O curta “Clorofila” produzido por alunos do curso de Artes Visuais da Unopar venceu quatro das onze categorias da II Mostra Universitária de Vídeo (MUV). Melhor Ficção e Melhor Direção, para Izabel Tiemi e Mariana Rosa; Melhor Atriz, para Marta dos Santos e Melhor Roteiro, para o professor e cineasta londrinense Anderson Craveiro. A premiação aconteceu na noite do último dia 20 no Laboratório de Áudio e Vídeo da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), em Curitiba.

Clube de autores com preços de livros reduzidos

www.clubedeautores.com.br

MINHA VIDA COM SAMAEL AUN WEOR


Meu primeiro contato com a obra do ocultista e escritor Samael Aun Weor foi no ano de 1989, com minha entrada num curso de gnosticismo, em Londrina (PR). Ali, pelas mãos de seguidores do Mestre, tive acesso a suas obras literárias, num momento em que meus recursos financeiros eram escassos e não podia adquirir livros com facilidade. A esta época, estudava e transcrevia num caderno escolar, os livros mais importantes até então disponíveis na área da música, quando ficava por dias inteiros na Biblioteca Municipal de Londrina. E claro, era assíduo freqüentador da biblioteca da escola onde estudava.

Me impactou muito a visão de Samael acerca do destino humano sobretudo e apesar de sua obra grandiosa e multifacetada, procurei me concentrar no essencial dos seus ensinamentos. Não foi fácil para um geminiano que adora a divagação artístico-filosófica. Mas a empatia com sua neo-gnose foi tão grande que me concentrei naquilo que percebia era o essencial do Mestre Sul-Americano. Além disso, sua existência fora fascinante com ligações com artistas, políticos, santos, anjos e demônios deste e do outro mundo. O conceito da kundalini, a era de aquário, a idade de ferro, o fim do mundo...

Havia sim muita coisa da qual discordava e discordo, muito mais pela aflição e ansiedade dos seguidores do que pelo generoso e profundo ensinamento de Aun Weor. Afinal, as instituições são assim mesmo e não raro, deformam o que é nascido tão simples.

A abrangência presente na obra de Samael é certamente uma visão do homem completo de Da Vinci e possui um leque tão profundo e amplo que poucos seres são capazes de compreendê-la, quanto mais viver aquilo que é proposto. E neste sentido, alguns homens e mulheres que conviveram com ele merecem o reconhecimento, como seu discípulo mais próximo e depois continuador: Mestre Rabolú!

Para mim, conceitos e principalmente práticas diárias como a meditação, mantrans, a fusão do ser com a psicologia revolucionária foram fundamentais para um novo viver. Tudo o que veio depois e a certeza de que podemos construir e reconstruir nosso ser, partiu deste conhecimento.

Quando se lê o livro" Minha vida com o Mestre Samael", de Fernando Salazar Bãnol, tem-se a certeza de um homem simples, devotado a ajuda humanitária e que procurou transcender as contradições do espírito humano. Neste sentido sua obra místico-filosófica se soma a sua incrível jornada na terra. Que muitos asseguram: ainda está sendo escrita!

Aldo Moraes

composermoraes@hotmail.com

QUEM FOI SAMAEL AUN WEOR:


Samael Aun Weor, é o nome do Ser interno de Victor Manuel Gómez Rodríguez (Girardot, Cundinamarca, 6 de Março de 1917Cidade do México, 24 de Dezembro de 1977), um escritor, mestre e professor colombiano de ocultismo, além de fundador do gnosticismo samaelino. Foi o reformulador dos conhecimentos apresentados pela Gnose escrevendo um novo tratado de ocultismo no qual cita ensinamentos contidos no budismo, hinduísmo, rosacrucianismo e teosofia constituindo a base do gnosticismo samaelino Contemporâneo. Também fundou o Instituto Gnóstico de Antropologia e escreveu mais de setenta livros.

Em seu trabalho autobiográfico As Três Montanhas, Samael explana maneiras para assimilar e compreender o ensinamento esotérico e o conhecimento oculto. Ele relata fatos como o porquê de nascermos sem consciência, recapitula a prática da meditação e analisa suas encarnações passadas e o caminho que trilhou.

Escreveu mais de 70 livros, dando centenas de conferências, conduzindo seminários e congressos latino-americanos sobre estudos Gnósticos, e formou o Movimento Gnóstico Cristão Universal, a Igreja Gnóstica Cristã Universal, o partido político Poscla, a Associação Gnóstica de Estudos Antropológicos Culturais e o Instituto de Caridade Universal (oficialmente instituído como um braço do Movimento Gnóstico).

O instituto teve sua primeira sede fundada em El Salvador em 20 de Abril de 1974, a partir das conclusões da Comissão encarregada de elaborar o projeto de Caridade Universal no Congresso Gnóstico Cristão Ecumênico de São Salvador, o qual foi realizado de 27 de dezembro de 1972 até 2 de janeiro de 1973.

Em 1978, além da sede de El Salvador, também já existiam sedes no México, na Colômbia, na Guatemala e em Honduras, tendo no entanto a sua atuação ficado reduzida a alguns países de língua espanhola por um bom período. Atualmente ganha destaque também no Brasil, na Argentina, Bolívia, República Dominicana e outros.

Para fazer o público saber que a Gnosis é tão antiga quanto o próprio homem, Samael Aun Weor também fundou a Associação Gnóstica de Estudos Antropológicos e Culturais, Associação Civil (AGEACAC) para pesquisar os fundamentos espirituais das grandes civilizações, tanto no Novo Mundo (astecas, incas, maias, toltecas etc.) quanto no Velho Mundo (Europa e Ásia, notadamente). A AGEACAC também divulga, principalmente nos livros intitulados Mensagens de Natal, de Samael Aun Weor, dados sobre civilizações perdidas, como a Lemúria e a Atlântida, e o contato de nosso mundo com outros planetas.

O Partido Obreiro Social-Cristão Latino Americano (o POSCLA) (veja as Saudações Finais da segunda edição colombiana de 1975 do livro "Plataforma do Socialismo Cristão Latino-Americano") foi uma tentativa de levar um pouco mais de espiritualidade ao mundo político, mas as constatações de Samael o fizeram ver que isso resultaria em um trabalho estéril. Atualmente o POSCLA atua na busca da mudança do indivíduo como princípio fundamental da sociedade, por meio do autoconhecimento ou auto-gnosis.

Samael divulgou-se publicamente como Buda Maitreya Kalki Avatara da Era de Aquário. Segundo ele mesmo, sua missão é divulgar os ensinamentos do neognóstico, promovendo as chaves para a auto-realização durante a Kali Yuga e preparar a humanidade para a futura raça Khorádi, que se seguirá à extinção da atual raça ariana.

OBRAS DE SAMAEL AUN WEOR:


  • 1950 - O Matrimônio Perfeito (Revisado e expandido em 1961).
  • 1950 - A Revolução de Belzebu
  • 1951 - Curso Zodiacal
  • 1952 - Notas Secretas de um Guru
  • 1952 - Tratado de Medicina Oculta e Magia Prática (Revisado e expandido em 1978).
  • 1952 - Catecismo Gnóstico
  • 1952 - Consciência de Cristo
  • 1952 - O poder está na Cruz
  • 1952 - O Livro da Virgem de Carmem
  • 1953 - As Sete Palavras
  • 1953 - Rosa Ígnea
  • 1954 - Manual Prático de Magia
  • 1954 - Tratado de Alquimia Sexual
  • 1955 - Os Mistérios do Fogo: Kundalini Yoga
  • 1955 - Significado Oculto dos sonhos
  • 1955 - Naves Cósmicas
  • 1956 - Os Mistérios Maiores
  • 1958 - Magnus Opus
  • 1958 - Caridade Universal
  • 1958 - Tratado Esotérico de Teurgia
  • 1959 - A Montanha de Juratena
  • 1959 - Noções Fundamentais de Endocrinologia e Criminologia
  • 1959 - Cristo
  • 1959 - Logos, Mantram, Teurgia
  • 1959 - O Livro Amarelo
  • 1960 - A Mensagem de Aquário
  • 1961 - Introdução a Gnosis
  • 1961 - O Matrimônio Perfeito (revisado)
  • 1962 - Os Mistérios da Vida e da Morte
  • 1963 - Matrimônio, Divórcio e Tantrismo
  • 1963 - Gnosis no Século Vinte
  • 1963 - Supremo Manifesto Universal do Movimento Gnóstico (também publicado como Grande Manifesto Gnóstico do 2º Ano de Aquário)
  • 1964 - O Cristo Social
  • 1964 - Mensagem de Natal 1964-1965 (A Dissolução do Eu) Título dado por estudantes.
  • 1964 - Grande Manifesto Gnóstico do terceiro ano de Aquário
  • 1965 - A Transformação Social da Humanidade
  • 1965 - Suprema Mensagem de Natal 1965-1966 (A Ciência da Música) Título dado por estudantes.
  • 1966 - O Livro da Morte
  • 1967 - A Plataforma da POSCLA
  • 1967 - Mensagem de Natal 1966-1967 (O Colar de Buda) Título dado por estudantes.
  • 1967 - Tratado Esotérico de Astrologia Hermética
  • 1967 - Mensagem de Natal 1967-1968 (Os Corpos Solares) Título dado por estudantes.
  • 1967 - Flying Saucers (Sem tradução no Brasil)
  • 1968 - Constituição e Liturgia do Movimento Gnóstico (APENAS para alunos de Segunda e Terceira câmara).
  • 1968 - Chegaremos a mil, mas não a dois mil (Título dado por estudantes).
  • 1968 - Suprema Mensagem de Natal 1967-1968
  • 1969 - Curso Esotérico de Cabala
  • 1969 - Mensagem de Natal 1968-1969 (Curso Esotérico de Runas)
  • 1969 - Mensagem de Natal 1969-1970 (Meu retorno ao Tibet) Título dado por estudantes.
  • 1970 - Educação Fundamental
  • 1970 - Mais além da Morte
  • 1971 - Mensagem de Natal 1971-1972 (Parsifal Revelado)
  • 1971 - Mensagem de Natal 1971-1972 (O Mistério do Áureo Florescer)
  • 1972 - Grande Manifesto Gnóstico
  • 1972 - Mensagem de Natal 1972-1973 (As Três Montanhas)
  • 1972 - Olhando o Mistério
  • 1973 - Magia Crística Asteca
  • 1973 - Mensagem de Natal 1973-1974 (Sim Há Inferno, Sim Há Diabo, Sim Há Karma)
  • 1974 - Planetas Alquímicos
  • 1974 - A Doutrina Secreta de Anahuac
  • 1975 - A Grande Rebelião
  • 1975 - Liturgia do Movimento Gnóstico (APENAS para alunos de Segunda e Terceira câmara).
  • 1975 - Tratado de Psicologia Revolucionária
  • 1976 - Sagrado Livro de Liturgia (APENAS para alunos de Segunda e Terceira câmara).
  • 1977 - Os Mistérios do Esoterismo Crístico
  • 1977 - A Cabala e os Mistérios Mayas
  • 1977 - Curso Esotérico de Antropologia

Programa Nossa Orquestra Brasileira

Faça sua a orquestra de todos os brasileiros. Colabore para o desenvolvimento da OSB.

O Programa Nossa Orquestra Brasileira foi criado para possibilitar que pessoas físicas como você façam contribuições à Fundação OSB e colaborem para o desenvolvimento da música no país. Beneficiada pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, a iniciativa permite que o valor da sua doação seja deduzido do Imposto de Renda no ajuste fiscal do próximo ano.

Dependendo do valor de sua doação, você pode aproveitar diferentes benefícios oferecidos pelo Programa Nossa Orquestra Brasileira. São quatro planos de associação que garantem descontos, ingressos para concertos e participação em eventos especiais, dentre outras vantagens.

Ao longo dos últimos anos, a Fundação OSB vem implementando um projeto que tem como principais objetivos o aprimoramento de sua música e a ampliação dos públicos alcançados. Sua doação é importante para ampliar o alcance desse projeto e transformar as atividades da OSB em realidade para um número cada vez maior de pessoas.

Conheça todos os benefícios do Programa Nossa Orquestra Brasileira.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Carta da Universidade do Texas ao Insttituto Cultural Arte Brasil

Caro Aldo Moraes

Jovens calouros estão começando sua jornada acadêmica na Universidade do Texas e continuamos a fornecer os recursos que eles precisam para ter sucesso isto em grande parte à generosidade de doadores como você, atraves de material de cultura brasileira do Instituto Cultural Arte Brasil.

Obrigado a ajudar-nos a permanecer entre as melhores bibliotecas do mundo. Presentes como o CD Arte Brasilis/Batuque na caixa permitem a Biblioteca estar atualizada com as exigências de pesquisa de nossos alunos e professores, e a construir nossas coleções.
Estamos muito gratos pelo seu apoio no ano passado.

Obrigado por nos ajudar a crescer.

Fred M Heath, Vice-Diretor da Biblioteca da Universidade do Texas
28 de Setembro de 2011

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Entrevista com o compositor Sérgio Roberto de Oliveira




Temos a alegria e grata de satisfação de entrevistar o compositor Sérgio Roberto de Oliveira, candidato ao Grammy Latino, na categoria composição erudita, concedida ao blog Arte Brasil:

1. Aldo Moraes pergunta:

Sérgio Roberto de Oliveira, obrigado por sua atenção. Como começou seu interesse por música?

Sérgio Roberto de Oliveira responde:

Num sentido mais amplo, como ouvinte, é impossível precisar. Meus pais sempre gostaram muito de música popular. Meu pai sempre teve muitos amigos músicos, entre os quais o Sergio Bittencourt (meu padrinho, filho do Jacob do Bandolim) e Claudionor Cruz (importante chorão que foi meu primeiro professor de música e parceiro). A decisão de estudar música foi totalmente intuitiva: no Natal de 1982 (eu tinha 12 anos) minha mãe me perguntou que presente eu queria. Eu disse que tinha a estranha sensação de sempre ter querido ter um piano. Ganhei o presente.

b) Como considera que a música popular possa influenciar seu trabalho erudito e vice-versa?

Essa pergunta é excelente, já que trabalho com as duas linguagens. A música popular me influencia bastante. Muitos compositores utilizaram o material popular (seja rítmico, melódico, harmônico, textural, etc.) como quem recolhe um material de pesquisa. Pra mim, é quase um sotaque. Ouvir tanto e trabalhar tanto com música popular ocasionou isso. E, claro, a expressão, o lirismo. Tudo isso, no meu caso, vem da música popular. No caminho contrário, a música erudita influencia os meus arranjos de música popular. Seja pela forma, pela estrutura ou simplesmente pela postura diante de uma obra (arranjo ou composição) a ser escrita.

c) Qual o cenário atual para o compositor erudito no Brasil atual?

Está melhorando, mas é muito complicado. Não existe a profissão de compositor. Ninguém pode viver de compor, o que é uma coisa absurda. Pessoas vivem de dar aula, de produzir, mas não de compor. Dessa forma, ninguém pode se dedicar em tempo integral à composição. Além disso, estamos muito separados uns dos outros. É preciso que nos unamos, para o bem comum. E não é só o caso dos compositores, mas de todos que trabalham com a música contemporânea. Está na hora de reativarmos a Sociedade Brasileira de Música Contemporânea, ou algo similar. Esperar do poder público é que não dá.

No meu caso específico, estou satisfeito com o fato da minha música ser bem tocada ao redor do mundo. Mas, dinheiro mesmo, só nos EUA.

Sergio Roberto de Oliveira

12 Latin Grammy Nominee – Best Classical Contemporary Composition

Compositor

sergio@sergiodeoliveira.com

www.sergiodeoliveira.com

+55 (21) 9615-8938

+55 (21) 2273-8555

+55 (21) 2504-9035

Continuamos a entrevista que o compositor Sérgio Roberto de Oliveira, candidato ao Grammy Latino, na categoria composição erudita, concede ao blog




d) Aldo Moraes pergunta:

Qual o perfil da sua obra que concorre ao Grammy Latino?

Sérgio Roberto de Oliveira responde:

É uma obra bem típica minha. A estrutura é consistente, mas não soa pra platéia. É uma obra para violão solo e a idéia surgiu observando o mar. Quis imitar o movimento da onda para o gesto da mão direita do violão. E, mais importante que tudo, é uma obra focada na expressão. Em transmitir a idéia de um coração apaixonado. E acho que é bem sucedida justamente por ter esses aspectos: satisfaz ao público, porque é expressiva e comunica; satisfaz ao instrumentista, porque é idiomática para o instrumento; satisfaz a mim, porque a estrutura consistente me traz prazer e facilidade para lidar com os elementos musicais.

e) Que perfil estético tem seu trabalho e que autores o influenciam? Considera que outras áreas ( o teatro, a literatura ou a dança) possam lhe influenciar ou trazer inspiração?

Sempre tenho medo de responder sobre estética e limitar a visão que as pessoas têm da minha música. Acho que uma questão central é a expressividade. Outra é lirismo. E ainda outra é o sotaque popular. Junte tudo isso e temos um perfil aproximado da minha estética. O teatro me influencia bastante. Literatura, pintura e dança, não de uma forma direta. Mas eu adoro arte. E, claro, como artista, tudo o que vivencio passa a fervilhar dentro de mim, se misturando, e pronto para ser expresso em música.

f) Deixe o espaço aberto para que fale com nossos leitores: são artistas, universitários, produtores culturais e pessoas interessadas em arte e cultura:

Cultura no nosso país é um sacerdócio. Coisa de gente teimosa, que, consciente ou não, está disposto a construir aquilo que é mais caro para a nossa sociedade. Investe-se na construção de pontes. Na Cultura, até há investimento. Mas ninguém sabe ao certo como fazer. Cabe a nós, artistas e homens de cultura estarmos repensando inventando, discutindo as estruturas, a Cultura, a nossa própria arte. Com o senso crítico apontado para nós mesmos, antes e mais nada. Sou um sonhador e tudo o que conquistei até hoje, tinha alguém do meu lado dizendo que era impossível de fazer. Acho que, no fundo, arte é isso também: criar o impossível. Afinal, o impossível é aquilo que alguém ainda não fez. Bem como a arte. Lutemos! Sonhemos! E usemos cada não como um tropeço que nos impulsiona para frente. Comigo está dando certo assim.

Sergio Roberto de Oliveira

12 Latin Grammy Nominee – Best Classical Contemporary Composition

Compositor

sergio@sergiodeoliveira.com

www.sergiodeoliveira.com

+55 (21) 9615-8938

+55 (21) 2273-8555

+55 (21) 2504-9035

MUNDO CULTURAL


O que anda rolando pelo universo cultural do Brasil. Algumas opções em vários segmentos artísticos:

a) Saiba como foi a edição 2011 do Festival Demo Sul

www.demosul.blogspot.com

b) Exposição e leilão de artes com obras de Dagmar Saboya

www.dagsaboya.com.br

c) Download gratuito do CD Lira, do artista José Paes de Lira

www.josepaesdelira.com.br

d) Download gratuito do CD Moto Contínuo, do artista China

www.albumvirtual.trama.uol.com.br

e) Ouça o CD Bandarra e conheça a carreira do cantor Tibério Azul

www.tiberioazul.com.br

f) Teatro-Dança de Sasha Waltz, 29 e 30/10, em SP

www.teatroalfa.com.br

g) SWU, em Paulínia

De 12 a 14/11, com mais de 70 atrações musicais nacionais e internacionais

www.swu.com.br

h) Veja a excelente edição do Rascunho ( out/2011), que traz Paulo Venturelli e Cruz e Souza.

www.rascunho.com.br

i) 5º Encontro Internacional de Percussão

De 9 a 12 de novembro de 2011, no Conservatório de Tatuí

www.conservatiodetatui.org.br

j) Semana da Música 2011

De 07 a 15 de Outubro de 2011, em Natal(RN)

www.musica.ufrn.br

l) Acompanhe a 1ª turnê Internacional da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás

www.orquestrajovemdegoias.blogspot.com

Regência: Eliseu Ferreira

Violino: Marcos Silveira Bastos

Soprano: Mábia Felipe

Tenor: Michel Silveira

Com obras de Carlos Gomes, Villa Lobos, Guarnieri, Casals e Márquez.

m) Festival Léo Brouwer 2011 de Violão

De 20/10 a 1/11, nas cidades de São Paulo(SP), Rio de Janeiro(RJ), Maringá e Londrina(PR)

Programação Completa: www.festivalleobrouwer.com.br

n) Acompanhe oportunidades de concursos e patrocínios a projetos de arte:

www.metaboles.com ( concursos internacionais na área da música erudita)

www.dearo.com.br ( em geral)

www.cultura.gov.br ( em geral)

www.rets.org.br (em geral)

www.funarte.gov.br

www.clubedeautores.com.br ( literatura)

www.ongartebrasil.blogspot.com ( editais sempre postados neste blog, como serviço de utilidade pública)